SEMANA SANTA

Via Sacra homenageia 50 anos do Anjo da Guarda

Os últimos momentos de Cristo na Terra serão encenados hoje e amanhã pelo Grupo Independente de Teatro Amador, que neste ano leva para o espetáculo a história do bairro

Espetáculo vai homenagear os 50 anos do bairro

O trajeto que foi percorrido por Jesus carregando a cruz desde Pretório até ao Calvário, onde ocorreu a sua crucificação, será revivido mais uma vez no bairro do Anjo da Guarda pelo Grupo Independente de Teatro Amador (Grita), que encena hoje e amanhã, a partir das 19h, o espetáculo Via Sacra. O público poderá assistir à via-crúcis de Cristo e seus últimos momentos de vida na Terra, em uma montagem por um percurso de 2km nas ruas do bairro.

O espetáculo Via Sacra, que é realizado há 37 anos e em 2018 celebra os 50 anos do bairro do Anjo da Guarda, com o tema Comunidade: um terço de memória, vai relembrar, além das passagens bíblicas, a história do bairro, que se confunde com a própria história do espetáculo, o qual é considerado o maior do Maranhão. A organização espera, para este ano, no evento, um público de cerca de 20 mil pessoas. A peça conta com o apoio da Lei de Incentivo à Cultura, do governo do estado e da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur). “O evento é um dos mais significativos do estado, pois as pessoas elevam sua fé, além da oportunidade de mostrar o potencial artístico que temos. O espetáculo Via-Sacra do Anjo da Guarda oferece oportunidade de capacitação, emprego e renda para toda a comunidade”, ressalta o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Diego Galdino.

O diretor-geral da apresentação, Vinícius de Azevedo, reitera que a parceria do Governo é essencial para a realização do evento. “A importância dessa parceria é gigantesca, pois esse espetáculo depende de ajuda para sua realização. Tenho que dizer que o Governo faz parte de todo esse processo”, comenta. Neste ano, o espetáculo vem homenageando o bairro do Anjo da Guarda, que completará 50 anos. Celebrando o período religioso e a passagem de ano da comunidade, o Grupo Grita faz referência ao título “Comunidade: um terço da memória”. “A expectativa para os dois dias de apresentação é a melhor possível, tendo em vista todas as dificuldades, mas o espírito de cooperação de nossa comunidade aflora de uma forma incrível”, comenta o diretor-geral.

Vinícius de Azevedo ressaltou ainda a responsabilidade de homenagear o bairro do Anjo da Guarda. “É uma grande responsabilidade, mas me sinto honrado, apesar da pressão. Tivemos um pequeno atraso, mas isso em nada comprometeu a beleza e a grandiosidade deste espetáculo que emociona todos os anos milhares de pessoas. Estou me sentindo muito honrado”, disse Vinicius de Azevedo.

O diretor-geral afirmou que o espetáculo ganhou essa visibilidade e o respeito tanto da iniciativa privada, como os órgãos ligados à gestão pública, por conta do empenho não só da equipe do espetáculo envolvida como de toda a comunidade do bairro do Anjo da Guarda. “Temos uma equipe comprometida e que tem trabalhado arduamente para levar o melhor para o público que vem ao Anjo da Guarda acompanhar essa história que mexe com os corações e a alma das pessoas. É um grande satisfação, pois este ano estamos contando um pouco da história do nosso bairro, que surgiu a partir do incêndio do bairro do Goiabal. Muitas vezes, o bairro é malvisto por alguns, mas aqui é um berço de talentos, o que falta é oportunidade para essas pessoas. Por isso, convido a todos a virem aqui assistir à Via-Sacra, esse belo espetáculo”, convidou Vinicius de Azevedo.

VER COMENTÁRIOS
LER MATÉRIA COMPLETA
MOSTRAR MAIS