SÍNDROME DE DOWN

Escritora maranhense debate inclusão em evento no Ninar

Durante a celebração, que começou a partir das 16h, houve uma série de ações voltadas às crianças com Síndrome de Down

Escritora Sharlene Serra Foto: Karlos Geromy/ O Imparcial

Nesta quarta-feira,21, no Dia Internacional da Síndrome de Down e, em São Luís, um dos principais eventos correu no Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar), com a presença da escritora Sharlene Serra.

O Dia Internacional da Síndrome de Down é celebrado anualmente em 21 de março. A data tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da luta pelos direitos igualitários, o seu bem-estar e a inclusão das pessoas com Down na sociedade. A Síndrome de Down não é uma doença, mas sim uma mutação do material genético humano, presente em todas as raças.

Durante a celebração, que começou a partir das 16h, houve uma série de ações voltadas às crianças com Síndrome de Down. As crianças com Down e suas famílias participaram de oficinas de culinária, musicalização, brincadeiras, palestras, arte em balões com Wendel Wlisses, exposição de pintura em tela com Marina e atividades recreativas com o educador físico.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Casa de Apoio Ninar, oferece assistência especializada a crianças com problemas de neurodesenvolvimento e seus familiares. O atendimento é feito através de um circuito de atividades multidisciplinares.

O ponto alto da tarde foi uma exposição de livros da escritora Sharlene Serra, que é autora da Coleção Incluir. Esta coleção é composta por quatro livros: ‘Olhando com Ritinha’, ‘Ouvindo com Vitória’, ‘Caminhando com Paulo’ e ‘Aprendendo Com Biel’.

O primeiro aborda a aprendizagem da pessoa com deficiência visual e apresenta as combinações do braile, o segundo nos faz aprender que mesmo em silêncio, podemos nos comunicar e assim ouvir o som da inclusão, o terceiro conta a história de um garoto cadeirante que faz uma mobilização para tornar a cidade mais acessível e mostra as dificuldades de acessibilidade enfrentadas.

‘Aprendendo com Biel’, por fim, aborda a Síndrome de Down, mostrando a escola como espaço ideal para o resgate de aceitação e eliminação dos preconceitos provenientes de outras crianças e adultos.

Os livros têm como objetivo, a educação inclusiva, onde através da leitura as crianças sem deficiência irão aprender sobre as diferenças.

Centro Ninar

O Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar), que funciona no Complexo Materno-Infantil Dr. Juvêncio Mattos, em São Luís, garante atendimento especializado e humanizado a milhares de crianças maranhenses, oferecendo a reabilitação dos pacientes através de uma equipe multiprofissional.

O foco são os pacientes com problemas de neurodesenvolvimento, como microcefalia, Down, epilepsia, hidrocefalia e outros.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS