MAL SÚBITO

Atleta que morreu em academia é velada nesta sexta-feira

Leila Venâncio morreu na tarde de ontem, 15, após ter um mal súbito enquanto praticava atividade física em academia. O corpo está sendo velado na Pax União, em São Luís

Reprodução

A atleta Leila Venâncio, que morreu na tarde de ontem, 15, após ter um mal súbito enquanto praticava atividade física na academia Bodytech, localizada no Shopping da Ilha,  está sendo velada na Pax União, no Centro.

O enterro acontecerá às 15h no cemitério Pax União, em Paço do Lumiar, segundo informações do CTP2, centro de treinamento em que a atleta também treinava.

De acordo com informações da academia, Leila passou mal enquanto nadava, a atleta recebeu os primeiros socorros ainda na academia, e foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Vinhais, mas não resistiu.

O corpo da triatleta passou por exames no Instituto Médico Legal (IML), mas o laudo sobre a causa da morte ainda não saiu.

Natural do Pará, a atleta gostava de compartilhar nas redes sociais sua rotina de treinos e preparação para as competições de Triathlon, esporte que agrega as modalidades de natação, ciclismo e corrida. Esporte que exige muito da capacidade física do atleta.

Confira a nota da academia na íntegra:

A triatleta Lelia Patricia Alves Venancio, de 37 anos, teve um mal súbito enquanto nadava na piscina da Bodytech Shopping da Ilha, em São Luiz (MA).

A Bodytech Company comunica que o guardião que trabalhava no momento do acontecido, prestou todo o atendimento necessário com o uso de equipamentos especiais para salvamento, entre eles o desfibrilador. A aluna foi encaminhada para a UPA do Vinhais pela ambulância do shopping, onde veio à óbito.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS