BR 316

Veículo colide em poste e os quatro ocupantes morrem carbonizados

De acordo com testemunhas, as chamas se espalharam rapidamente e transformaram o veículo em uma bola de fogo. Equipes da PRF, do Corpo de Bombeiros e do SAMU chegaram logo em seguida, mas as pessoas já estavam mortas e consumidas pelas chamas

Foto: Divulgação PRF

Um grave acidente aconteceu no começo da tarde deste sábado na BR 316 no município de Pio XII, localizado entre Santa Inês e Bacabal, no Maranhão. Quatro pessoas morreram carbonizadas quando o veículo o qual elas ocupavam colidiu com um poste e pegou fogo.

Por volta das 14h, na altura do km 244, entre Bela Vista e Pio XII, o condutor de um veículo passeio teria perdido o controle ao cair em um buraco na pista, descido um barranco e colidido com um poste com fiação elétrica. Com o impacto o veículo pegou fogo e rapidamente as chamas o consumiram não dando chances aos seus quatro ocupantes, que não puderam ser socorridos e morreram carbonizados.

Equipes da PRF, do Corpo de Bombeiros e do SAMU foram mobilizadas, mas os quatro ocupantes já estavam mortos e completamente consumidos pelo fogo.

A BR 316 foi totalmente interditada para a operação de retirada do veículo e dos corpos.

As primeiras informações repassadas à equipe PRF dão conta que as quatro vítimas são do município de Bacabal, sendo três mulheres e um homem, todos com idade entre 22 e 32 anos.

A equipe PRF investiga se o acidente foi realmente motivado pela presença de buraco na pista.

Tragédia que se repete

No sábado de Carnaval do ano anterior, no km 103 da BR 135, cinco jovens universitários que se deslocavam em um veículo passeio para o município de Santa Luzia (do Tide) derraparam na pista molhada e colidiram em uma carreta. Todos morreram na colisão.

Chuvas e buracos

As condições das rodovias federais no Maranhão são consideradas boas, com poucos trechos necessitando de reparos. Por outro lado, com o volume de chuvas que começou a cair desde o fim de janeiro, começam a aparecer buracos em alguns trechos onde as chuvas caem com maior intensidade.

Uma das primeiras vítimas da velocidade sob chuva foi um jovem médico de Teresina, que no último final de semana, na BR 316 em Codó, deslocava-se de Presidente Dutra para a capital piauiense. Ele morreu ao derrapar o veículo que conduzia e ser colhido transversalmente por um ônibus que transitava no sentido contrário.

As últimas ocorrências de acidentes graves alertam para o perigo de dirigir sob chuva com velocidade excessiva, e também para os riscos de surgimento de novos buracos em determinados trechos.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS