Transporte Público

Rodoviários ameaçam parar na próxima quinta-feira

A categoria pede que os empresários regularizem o pagamento dos salários dos funcionários até o quinto dia útil deste mês

Reprodução

Rodoviários podem parar no dia 8 de fevereiro (quinta-feira) caso as empresas que atuam no sistema de transporte público de São Luís não regularizem o pagamento de salários e outros benefícios.

O Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhã, Isaías Castelo Branco e diretores da entidade, discutiram ontem, 1º, em assembleia geral aos constantes atrasos de salários que a categoria vem enfrentando, além do não pagamento ou não fornecimento de outros direitos, entre eles, o ticket alimentação, planos de saúde e odontológico e até o décimo terceiro salário, que ainda não teria sido concedido para uma parte dos trabalhadores do sistema.

A categoria então decidiu que irá aguardar até o quinto dia útil do mês, que será na próxima quarta-feira, 7, como prazo final para que os empresários realizem todos os pagamentos devidos.

“Essa é sem dúvida, uma medida drástica que infelizmente, irá afetar e muito, os usuários do transporte público da Grande São Luís, mas nós Rodoviários, estamos convencidos que os empresários só respeitam nossos direitos, quando decidimos tomar uma atitude como esta”, disse o presidente. Ele também ressalta que a falta de segurança devido aos constantes assaltos é também uma demanda da categoria.

O sindicato recomenda greve no sistema de transporte público na capital por tempo indeterminado caso prazo não seja cumprido pelos empresários.

MOSTRAR MAIS