você sabe o que é?

Carnaval requer cuidado redobrado com IST

De acordo com Dr. Renato de Oliveira, ginecologista responsável pela área de reprodução humana da Criogênesis, as IST (infecções sexualmente transmissíveis), nomenclatura atualmente utilizada, depende de fatores como atividade sexual desprotegida, drogadição e estado imunológico

você-sabe-oque-é IsT

Foto: Reprodução

Dados recentes do Ministério da Saúde apontam que 40 mil novos casos de doenças sexualmente transmissíveis, como HIV, sífilis e hepatite, são diagnosticados por ano no Brasil. Dados como esse aumentam em períodos festivos, como o carnaval, que permite uma maior interação informal entre as pessoas facilitando a prática de relações sexuais sem proteção

De acordo com Dr. Renato de Oliveira, ginecologista responsável pela área de reprodução humana da Criogênesis, as IST (infecções sexualmente transmissíveis), nomenclatura atualmente utilizada, depende de fatores como atividade sexual desprotegida, drogadição e estado imunológico. “É importante ressaltar que a camisinha reduz significantemente as chances de contaminação. Portanto, sempre usá-la no sexo vaginal, anal e oral. No entanto, vale lembrar que algumas doenças, como o vírus do HIV e da hepatite B podem ser transmitidas por outras maneiras, como por objetos cortantes contaminados. Já no caso do HPV, a transmissão pode ocorrer por meio de objetos contaminados”.

Abaixo, o especialista comenta as principais IST’s, bem como sintomas, forma de transmissão e tratamento recomendado para cada infecção.

Hepatite B

Sintomas: A hepatite B é uma infeção hepática causada pelo vírus da Hepatite B (HBV). De modo geral, os principais sintomas são náuseas, vômitos, mal-estar, febre, fadiga, perda de apetite, dores abdominais e urina escura. Alguns casos podem evoluir para o câncer de fígado.

Transmissão: O vírus chamado penetra na corrente sanguínea por meio de injeções, transfusões e relações sexuais ou, ainda, no momento do parto, pode ser passado da mãe para o recém-nascido.

Tratamento: Na maioria dos casos, o tratamento consiste em aliviar os sintomas e afastar o risco de complicações. A vacinação é a melhor prevenção.

Herpes genital

Sintomas: O herpes genital é uma doença sexualmente transmissível causada pelo vírus herpes simplex. Em homens e mulheres, os sintomas geralmente aparecem como lesões vesiculares arredondadas que, ao se romperem, são dolorosas na região genital.

Transmissão: O herpes genital é transmitido por meio de relação sexual (oral, anal ou vaginal). Porém, pode permanecer assintomático por anos dependendo de fatores imunológicos.

Tratamento: Atente-se aos cuidados de higiene: lave bem as mãos, evite contato direto das bolhas e feridas com outras pessoas e não fure as bolhas. Uso de preservativos é fundamental.

HIV

Sintomas: O vírus da imunodeficiência adquirida pode atacar as células do sistema imunológico, destruindo os glóbulos brancos. A síndrome da imunodeficiência pode apresentar-se como fraqueza, febre, emagrecimento, diarreia prolongada sem causa aparente. No estágio de Infecção aguda, aparecem os sintomas de infecção viral, como febre, afecções dos gânglios linfáticos, faringite, dores musculares e nas articulações.

Transmissão: Pode ser transmitido pelo sangue, sêmen, secreção vaginal, leite materno ou transfusão de sangue contaminado.

Tratamento: O controle da infecção pelo HIV é realizado com medicamentos chamados antirretrovirais, que impedem a multiplicação do vírus no organismo atuando em várias etapas de seu ciclo reprodutivo. O tratamento não elimina o HIV, mas é fundamental para que os pacientes vivam mais e com qualidade de vida.

Sífilis

Sintomas: Doença causada pela bactéria Treponema pallidum, a sífilis primária se manifesta por meio de ulcerações nos órgãos genitais, lesões endurecidas e indolores. Na secundária, ocorrem lesões avermelhadas em mãos, pés, mucosa oral, além de febre, mal-estar e dor de cabeça. Já a terciária, o último estágio, apresenta comprometimento do sistema nervoso central, sistema cardiovascular e ossos.

Transmissão: Pode ser transmitida durante o sexo sem camisinha com alguém infectado, por transfusão de sangue contaminado, ou da mãe infectada para o bebê durante a gestação ou o parto.

Tratamento: O tratamento é feito à base de antibióticos como a penicilina benzatina. A dosagem varia de acordo com o estágio da doença. Pode levar a partos prematuros, abortos ou malformação.

HPV

Sintomas: Infecção viral causada pelo Papilomavírus Humano, normalmente, causa verrugas nas áreas atingidas. As características anatômicas dos órgãos sexuais masculinos permitem que as lesões sejam mais facilmente reconhecíveis. Já nas mulheres, no caso do colo do útero, os exames de papanicolaou e colposcopia são fundamentais para o diagnóstico.

Transmissão: É transmitida por vias sexual, mas pode ser adquirido por outros meios. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, o vírus está presente em mais de 90% dos casos de câncer do colo do útero.

Tratamento: O tratamento pode ser clínico, com o uso de medicamentos, ou cirúrgico, com cauterização química, eletrocauterização, crioterapia, laser ou cirurgia convencional em casos de câncer. É importante ressaltar que não há tratamento específico para eliminar o vírus, só para as lesões.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS