CAMPEONATO MARANHENSE

Maranhão Atlético Clube em busca da primeira vitória

Quadricolor recebe o Cordino no Estádio Nhozinho Santos, às 15h45, em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Maranhense

Equipe do Maranhão Atlético realizou treinamento na última quinta-feira, 25, no Estádio Nhozinho Santos (Foto: Reprodução)

O Maranhão Atlético Clube encara o Cordino em busca da primeira vitória no Campeonato Maranhense. As duas equipes se enfrentam na tarde de hoje, no Estádio Nhozinho Santos, a partir 15h45. As duas equipes lamentaram os seus resultados na rodada de abertura. Enquanto o Bode Gregório abriu 2 a 0 e levou o empate do São José nos acréscimos, coisa parecida ocorreu em Barra do Corda, quando o Santa Quitéria conseguiu o 1 a 1 no último lance do jogo contra a Onça.

Para a partida, o técnico Meinha deve efetuar apenas uma modificação na equipe titular do MAC. Com a suspensão do goleiro Fábio, que foi expulso no segundo tempo do jogo anterior, o recém-contratado Gustavo fará sua estreia.

Na última quinta-feira, 25, o Maranhão realizou um treino coletivo no Nhozinho Santos para testar a melhor formação para a partida e também se habituar ao campo de jogo. E, após atividade na manhã de ontem no Parque Valério Monteiro, Meinha decidiu manter o mesmo time do confronto contra o São José.

O MAC deve ir campo com Gustavo; Rômulo Ferreira, Anderson Alagoano, Lucas e Luís Fernando; Sandro Bacabal, Eloir, Curuca e Válber; Emerson e Cris.

Caso Edgar

A diretoria do Maranhão esclareceu ontem a situação do caso jurídico envolvendo o atacante Edgar. Na última quarta-feira, 24 , foi publicada pela 7ª vara da Justiça do Trabalho a sentença do processo com procedência dos pedidos do MAC.
Uma nota assinada pelo presidente do MAC, Antônio Macedo, contou detalhes sobre o ocorrido e tranquilizou a torcida quadricolor.

“O caso, que tramita desde 2012, teve desfecho favorável ao MAC. A Justiça confirmou as perícias judiciais realizadas pelo Icrim e pela Polícia Federal, e declarou a autenticidade da assinatura do atleta no contrato com o clube. Com o resultado do processo, o atleta terá que retornar ao MAC para cumprir integralmente o seu contrato de trabalho”, afirmou a nota.

Em seguida, o presidente criticou a demora da Justiça em decidir um caso considerado simples. “O Maranhão Atlético Clube lamenta que um processo de simples resolução e corriqueiro na praxe forense tenha se estendido por mais de 6 anos para receber o seu julgamento em primeira instância”, ponderou.

Em seguida, Macedo confirmou que o clube deve continuar brigando pelos seus direitos para punir os autores que prejudicaram o clube.

“Por fim, o MAC confirma aos seus torcedores e à comunidade desportiva em geral que irá continuar na luta para responsabilizar, nas esferas administrativa, civil e criminal, os autores da referida trama que tanto gerou prejuízo desportivo, moral e econômico ao clube”, finalizou.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS