Eleições 2018

Maranhão tem 6 candidatos ao Governo do Estado

Com anúncio da pré-candidatura do professor Odívio Neto (PSOL), disputa eleitoral pelo governo do estado terá, no mínimo, seis concorrentes. Número pode chegar a nove

Foto: Reprodução

Mesmo a poucos dias do fim de 2017, os partidos políticos seguem se movimentando para traçar seus caminhos para as eleições do ano que vem. Enquanto a maioria das definições ocorrerão somente no próximo ano, o cenário político no estado começa a ganhar forma. É o caso da eleição para governador. Oficialmente, já são seis a quantidade de pré-candidatos que estão dispostos a “conquistar” o Palácio dos Leões, mas esse número tem tudo para aumentar para nove, no mínimo, se algumas especulações forem confirmadas.

O mais novo a manifestar desejo de ser o próximo governador do Maranhão é o professor Odívio Neto (PSOL). O Partido Socialismo e Liberdade divulgou sua escolha no fim de semana por meio de um manifesto assinado por várias lideranças da esquerda maranhense e de líderes de movimentos sociais.

No manifesto apresentado pelo PSOL, o partido criticou o governo Flávio Dino e o governo Michel Temer. “Esta pré-candidatura reveste-se claramente de uma perspectiva de classe, democrática, popular e coerente com sua trajetória recente de combate, em primeira linha, ao governo de conciliação de interesses de Flávio Dino (PCdoB) e do governo golpista de Temer (PMDB). Nessa perspectiva, a pré-candidatura insere-se na luta contra toda forma de exploração e opressão do nosso povo, como sua própria história militante comprova”, diz o documento do partido.

Pré-candidatos: Roberto Rocha (PSDB), Flávio Dino (PCdoB), Ricardo Murad (PRP), Odívio Neto (PSOL), Roseana Sarney (PMDB) e Maura Jorge (Podemos). Foto: Reprodução

Odívio Neto é engenheiro civil e também já concorreu a uma vaga na Câmara de Vereadores de São Luís, mas não obteve êxito. Com ele, a disputa pelo governo do Maranhão ganha um sexto pré-candidato. Os outros políticos que irão disputar o pleito do ano que vem são o governador Flávio Dino (PCdoB), a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), o senador Roberto Rocha (PSDB), a ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (Podemos), e o ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad (PRP).Outros dois nomes podem também entrar na disputa.

O primeiro deles é o do deputado estadual Eduardo Braide (PMN), que demonstra ter apreço político e social para concorrer, apesar de nunca ter declarado publicamente ser pré-candidato. Braide se esquiva das perguntas sobre o assunto e segue correndo por fora. Quem também pode participar da eleição é o Coronel Monteiro (PEN/Patriotas). Tradicionalmente, o PSTU também concorre nas eleições majoritárias, o que poderia ampliar ainda mais a quantidade de pré-candidatos.

VER COMENTÁRIOS
LER MATÉRIA COMPLETA
MOSTRAR MAIS