ENEM 2017

Esqueceu de transcrever a frase? Calma! Sua prova será corrigida

O segundo dia de aplicação do Enem 2017 ocorre neste domingo, dia 12; confira as mudanças

Caneta preta e documento na mão, muita concentração para responder as 90 questões do Enem. Eis que você sai da prova e… “Ah não! Esqueci de transcrever a frase do caderno de questões para o cartão resposta”.

“MedUFMA 2018? Não me pertence mais”

Se antes esse deslize fazia sua prova ser anulada, agora, não precisa se desesperar. O Ministério da Educação (MEC) divulgou que a partir deste Enem, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai corrigir as provas que não estiverem com a frase transcrita.

A decisão foi adotada pela Comissão de Demandas do Inep, instituída pela Portaria nº 586, de 6 de julho de 2017. Essa flexibilização foi possível porque os novos mecanismos de segurança do Enem podem ser combinados para cumprir a função da transcrição da frase – a prova personalizada, a partir de 2017, e a coleta do dado biométrico, desde o ano passado.

A frase permitia que fosse verificada a grafologia, que checa se o autor da redação é realmente a pessoa inscrita no Exame. Com o dado biométrico, a Polícia Federal pode fazer a confirmação a partir das digitais do candidato. A prova personalizada impede a troca dos cadernos de questões.

O Inep, no entanto, alerta: ainda é preciso fazer a transcrição. A decisão pela correção das provas de participantes que esquecerem a transcrição é uma decisão extraordinária. Então, não esqueça! Caneta preta, documento de identificação, frase no cartão resposta e atenção às instruções do caderno de questões.

MOSTRAR MAIS