SOLIDARIEDADE

Apae lança campanha oficial do Natal Solidário 2017

Além do trabalho de estímulo e busca de novos doadores e mantenedores, a Apae também vai lançar material exclusivo para a campanha deste ano

Foto: Divulgação

A Apae de São Luís lançou nesta terça-feira, 7, a Campanha Natal Solidário 2017. O evento foi realizado na sede da Instituição com objetivo de arrecadar recursos para a manutenção das atividades da escola Eney Santana, mantida pela Instituição que, atualmente, atende cerca de 248 crianças, adolescentes, além dos familiares.

Para esta edição, além do trabalho de estímulo e busca de novos doadores e mantenedores, a Apae também vai lançar todo o material desenvolvido, especialmente, para a campanha deste ano. De acordo com o presidente da Apae São Luís, Sebastião Vanderlaan de Almeida Rolim, foram criados produtos específicos. Cada um, leva o trabalho desenvolvido juntamente com as crianças ao longo do ano.

“Não é apenas a captação de recursos e sim um grande serviço, prestado há mais de 45 anos pela Apae de São Luís. Na campanha deste ano, vamos estampar em todas as peças desenhos feitos pelas crianças como forma de mostrar o avanço delas no trabalho desenvolvido pela Instituição”, detalhou Rolim, chamando atenção para as dificuldades em razão do difícil ano vivido pela Apae.

Foto: Divulgação

Cinco peças também deverão compor a campanha. Além do boleto, que seguirá via mala direta, os doadores também poderão colaborar comprando canecas natalinas ilustradas com desenhos feitos pelas crianças, além de camisas em duas estampas e squeezes.

A coordenadora geral da escola, Pauliana Figueiredo, explica que as doações realizadas durante a Campanha de Natal dão sustentação à manutenção das atividades da escola em funcionamento, além dos projetos em andamento referentes à reabilitação das crianças.

“Fazemos um trabalho que envolve não apenas a oferta de educação, mas ainda a reabilitação, prevenção, assistência social, saúde, cultura e música, um conjunto de ofertas que tem mudado o destino de centenas de crianças assistidas pela Apae”, completou.

MOSTRAR MAIS