Política

Entenda o peso dos partidos políticos nas eleições

O Imparcial analisa cenário político do Maranhão baseado na quantidade de votos que cada partido obteve nas eleições municipais de 2016

Pouco mais de um ano para as eleições de 2018, as lideranças partidárias de todo o estado já estão se articulando com o objetivo de fortalecer antigas alianças e criar novas uniões. Os partidos estão na fase de mostrar suas respectivas forças para alcançar suas metas eleitorais e, consequentemente, pleitear benefícios futuros. O Imparcial analisou o peso destas legendas na escolha do próximo governador, já que são os prefeitos que devem influenciar boa parte do eleitorado em suas respectivas cidades. Os campeões de votos nas eleições de 2016 estão na mira dos interessados ao cargo no Palácio dos Leões.

Para começar a análise, é preciso entender que, após as eleições municipais do ano passado, o PCdoB foi o partido que conseguiu a maior quantidade de prefeituras no Maranhão. Dos 217 municípios maranhenses, em 46 dos prefeitos é do partido comunista. Em contrapartida, esse número não significa uma vitória tão fácil do governador Flávio Dino em 2018.

O detalhe é que, apesar da legenda ter mais prefeitos, o partido sofre por ter cidades não tão expressivas na questão eleitoral. Os municípios de São Félix de Balsas e de São Roberto são exemplos disso. Quando seus respectivos prefeitos foram eleitos, em 2016, receberam menos de dois mil votos cada um.

Em São Félix de Balsas, Márcio Pontes foi eleito com 1.610 votos. Já em São Roberto, Mundinho do Luisão garantiu 1.897 para vencer o pleito.

Adotando o critério de somar apenas a quantidade de votos que cada prefeito eleito obteve em 2016, pode-se constatar que o PCdoB teria 315.781 votos. O PDT, por sua vez, que tem sob seu comando 30 municípios, tem 467.612 votos na mesma perspectiva. Os pedetistas levam vantagem por terem nas mãos o maior colégio eleitoral do estado: a capital São Luís. Somente em São Luís, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior recebeu mais de 285 mil votos.

O PSDB é um dos partidos que mais possuem prefeitos eleitos. Juntas, as 29 prefeituras lideradas por tucanos representariam 257.152 votos. Em seguida, aparece o PMDB com 191.384 votos distribuídos por 21 municípios da legenda.

Observando apenas os votos válidos dos prefeitos eleitos destes quatro partidos e tendo em mente as coligações feitas nas últimas eleições para o governo do estado, em 2014, Dino teria uma boa quantidade de votos. À época, o PCdoB era aliado do PSDB e do PDT. No entanto, esta conta fria não deverá se confirmar no ano que vem e deve até diminuir por uma série de fatores. O primeiro deles é que alguns dos partidos que estiveram ao lado de Dino poderão desfazer a aliança, como é o caso do PSDB, “dono” de 29 prefeituras. Já o PT, que possui sete gestores municipais, estará com o governador no mesmo palanque, situação bem diferente há três anos.

Por isso, que as composições das próximas alianças devem ser analisadas muito bem. É importante ressaltar que a força de cada prefeitura será de vital importância para qualquer candidato ao governo do estado. Primeiro, uma coligação forte representa mais tempo na televisão, e cada segundo a mais na telinha vale ouro. Mas ter bases significativas em colégios eleitorais é ainda melhor para quem pretende vencer uma eleição.

Quantidade de votos por partido

O Imparcial fez um balanço da quantidade de votos que cada prefeito maranhense pode fornecer aos candidatos ao governo do estado nas eleições de 2018, levando em consideração os resultados das eleições de 2016. Os números correspondem apenas aos prefeitos que saíram vencedores no pleito em análise.

PCdoB – 46 prefeituras – 315.781 votos
PDT – 30 prefeituras – 467.612 votos
PSDB – 29 prefeituras – 257.152 votos
PMDB – 21 prefeituras – 191.384 votos
PP – 15 prefeituras – 114.652 votos
PRB – 14 prefeituras – 113.709 votos
PSB – 13 prefeituras – 113.571 votos
PV – 7 prefeituras – 49.080 votos
PTB – 7 prefeituras – 49.177 votos
PR – 7 prefeituras – 44.446 votos
PT – 7 prefeituras – 57.204 votos
PSD – 5 prefeituras – 23.514 votos
PMN – 2 prefeituras – 13.684 votos
DEM – 2 prefeituras – 11.783 votos
Podemos (PTN) – 2 prefeituras – 7.532 votos
SD – 2 prefeituras – 12.853 votos
PROS – 2 prefeituras – 11.393 votos
PSDC – 2 prefeituras – 14.575 votos
PPS – 1 prefeitura – 4.253 votos
PSL – 1 prefeitura – 1.827 votos
PTC – 1 prefeitura – 3.993 votos
Avante (PTdoB) – 1 prefeitura – 19.354 votos

Os 30 maiores colégios do Maranhão

1.São Luís – 658.966 eleitores
2.Imperatriz – 155.114 eleitores
3.Timon – 100.516 eleitores
4.Caxias – 91.976 eleitores
5.São José de Ribamar – 93.877 eleitores
6.Açailândia – 67.648 eleitores
7.Codó – 67.068 eleitores
8.Paço do Lumiar – 59.283 eleitores
9.Pinheiro – 56.633 eleitores
10.Bacabal – 55.428 eleitores
11.Chapadinha – 54.609 eleitores
12.Barra do Corda – 53.808 eleitores
13.Balsas – 53.787 eleitores
14.Santa Inês – 48.849 eleitores
15.Santa Luzia – 46.867 eleitores
16.Grajaú – 46.816 eleitores
17.Itapecuru-Mirim – 45.261 eleitores
18.Barreirinhas – 42.446 eleitores
19.Buriticupu – 41.053 eleitores
20.Tutoia – 39.216 eleitores
21.Coroatá – 38.699 eleitores
22.Lago da Pedra – 35.314 eleitores
23.Coelho Neto – 35.187 eleitores
24.Zé Doca – 32.711 eleitores
25.Araioses – 32.432 eleitores
26.Viana – 32.277 eleitores
27. Vargem Grande – 31.819 eleitores
28.Presidente Dutra – 31.292 eleitores
29.Rosário – 30.890 eleitores
30.São Mateus do Maranhão – 30.262 eleitores