MELHORIAS

Feirinha São Luís incrementa economia na capital

A iniciativa gera a reocupação do Centro Histórico, a valorização da cultura, do turismo e da produção agrícola familiar

Reprodução

A 13ª edição da Feirinha São Luís será realizada hoje (3), na Praça Benedito Leite, de 7h às 15h, unindo agricultura, artes plásticas, artesanato, cultura, gastronomia e literatura. O resultado dos três primeiros meses do projeto dominical da Prefeitura de São Luís, desenvolvido por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), foi apresentado na última quinta-feira ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão (Sebrae-MA), durante a 8ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo da instituição.

Com 12 edições realizadas, a Feirinha São Luís já é o novo ponto de encontro das famílias e dos amigos na capital do Maranhão. A iniciativa gera a reocupação do Centro Histórico, a valorização da cultura, do turismo e da produção agrícola familiar.

O Sebrae é parceiro do projeto e tem sido fundamental para a realização da Feirinha São Luís desde a concepção, como explica o titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues. “O Sebrae acreditou na concretização da ideia desde o começo e tem sido parceiro contínuo durante a execução do mesmo. É de primordial importância compartilhar os bons resultados com os apoiadores da iniciativa e demais conselheiros, que representam instituições de grande importância para o desenvolvimento dos pequenos negócios e podem oportunizar novas parcerias que fortaleçam o projeto ainda mais”, explicou o secretário.

Estrutura
Inicialmente eram 61 barracas. Agora, são mais de 80 pontos de comercialização no entorno do evento, com as barracas, restaurantes e pregoeiros, que impactam diretamente na economia da cidade, criando novos postos de trabalho, aumentando a renda de mais de 150 famílias.
De acordo com a Polícia Militar do Maranhão, 10 mil pessoas, em média, circulam em cada dia do evento, que tem oito horas de duração. Segundo pesquisa de perfil do consumidor realizada pela Semapa com o público presente no evento, cada pessoa gasta, em média, R$ 50,00 por domingo.

Programação

Neste domingo (3), as atrações começam às 8h, com a Banda da Feirinha, seguida do tambor de crioula do Mestre Amaral, que se apresenta às 9h. A banda da Polícia Militar começa a tocar às 10h. E meio dia terá show do cantor Daffé e banda, que fará repertório com o melhor da MPB. A programação segue com a apresentação do Boi da Maioba, às 11h e a banda de reggae Raiz Tribal se apresentará às 13h.

Ponto alto da gastronomia no evento, a Barraca do Chef tem como convidado nesse domingo o cozinheiro Riba, que vai trazer em seu Menu delícias típicas da nossa culinária. A proposta da Barraca do Chef é que a cada edição, seja apresentado um cardápio com a marca de cada profissional.

Participam da Feirinha 11 polos da grande Ilha, que comercializam produtos diversos a preços competitivos, distribuídos em mais de 80 pontos de comércio, movimentando o turismo na capital. A “feirinha” conta com 29 barracas para venda de produtos agrícolas, 25 para artesanato, 14 de alimentação e 11 food trucks.
A iniciativa tem apoio do Governo do Estado, Citelum, reunindo órgãos municipais, Banco do Nordeste, Supermercados Mateus, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), e Associação Comercial do Maranhão (ACM). Apoiam ainda o evento, o Senac, a Academia Maranhense de Letras, e a Arquidiocese de
São Luís.

MOSTRAR MAIS