Competição

Campeonato de fisiculturismo agita o fim de semana

A 22ª edição do Maranhense foi a seletiva para o Campeonato Brasileiro, realizado em São Paulo

Já reconhecida como esporte, a modalidade será disputada na próxima edição dos Jogos Pan-Americanos de 2019.

São Luís sediou neste sábado (2) e domingo (3) a 22ª edição do Campeonato Maranhense de Fisiculturismo e o 19º Campeonato de Estreantes no Teatro Zenira Fiquene. Participaram cerca de 130 competidores de vários municípios do estado, entre homens e mulheres. Os campeões de cada categoria garantiram vaga para o Campeonato Brasileiro, que será realizado dia 30 de setembro no Guarujá, em São Paulo.

A competição começou cedo com as apresentações dos estreantes, e seguiu até a meia noite do último domingo. Mais de 20 categorias foram disputadas, mas o destaque do evento ficou por conta da Categoria Elite, que reuniu os principais atletas do esporte no estado para grandes apresentações.

Olando Gomes, campeão da categoria Elite.
Foto: Divulgação

Um dos nomes mais promissores do esporte local, número um do mundo, e campeão da categoria Elite no Maranhense, Orlando Gomes, resumiu a competição como um bom incentivo a novos competidores, e aproveitou para falar da problemática enfrentada por atletas no estado. “A realização desse campeonato para estreantes é muito boa, pois cada dia vamos aumentar o número de atletas no estado. Eu sei que é complicado esses atletas que estão chegando, muitos deles não têm nenhum patrocínio, inclusive precisam pagar até a academia para treinar, não tem um profissional de saúde perto para acompanhamento, isso tudo é complicado, essa dificuldade é enfrentada por nós que já estamos a mais tempo”, comentou. O brasileiro disse, ainda, que irá focado para o mundial, mas que uma das preocupações é a falta de patrocínio.

Entre os atletas estreantes, o destaque foi para Almir Neto de Alto Alegre, de 21 anos, vencedor do prêmio OverAll da competição estadual. “Competir sempre foi meu sonho e hoje estou realizado, graças a Deus. Esses prêmios que ganhei hoje devo ao meu treinador que há seis meses contribui muito para minha evolução. Os treinos são de assustar, fiz uma dieta terrível, mais aqui vejo que valeu muito a pena. A pesar de ver que o esporte ainda não é tão valorizado quanto deveria, e tudo que a gente faz é por amor ao esporte, eu confesso que valeu a pena”, revelou o campeão.

Na categoria feminina, Elenilde Louzeiro, de 37 anos, levou dois prêmios. “Há mais de cinco anos venho treinando, e eu resumo minha participação na competição como muito boa. Comecei hoje a competir mas agora vou me preparar para outras edições, inclusive o brasileiro no fim do mês” disse a atleta.

Saldo positivo para o esporte maranhense

Para o presidente da Federação Maranhense De Culturismo Musculação E Fitness, Belizário Mendes, o resultado da competição no estado é motivo de orgulho. “Os eventos realizados no Maranhão sempre surpreendem da melhor forma possível. Este ano tivemos bastante atletas competindo com representantes de vários municípios do estado, então essa grande participação significa dizer que esse esporte está se desenvolvendo aqui e graças a Deus esse campeonato deu tudo certo. É muito bom poder ver a qualidade de grandes atletas em uma competição dessa eu confesso que me sinto satisfeito”, disse Belizário.

Marcos Alves, presidente da Confederação Brasileira de Culturismo Musculação e Fitness, destacou a importância dos competidores maranhenses a nível nacional e avaliou como muito boa a organização da competição. “A Federação Maranhense está de parabéns pela organização do evento e minha nota é nove. É importante registrar que o Estado do Maranhão tem um celeiro de atletas que sempre representa muito bem o seu estado a nível nacional e internacional, inclusive o número um do mundo é maranhense”, pontuou o dirigente.

MOSTRAR MAIS