Cinema

Mostra exibe parte de filmografia de Stanley Kubrick em São Luís

Kubrick é um dos maiores cineastas a nível mundial; mostra será realizada no Cine Praia Grande, a partir desta quinta-feira (10)

Imagem do filme Laranja Mecânica, de Kubrick.

Imagem do filme Laranja Mecânica, de Kubrick.

Se você é cinéfilo de carteirinha, não tem dúvidas sobre quem foi Stanley Kubrick. Se não é, provavelmente já viu filmes ou, no mínimo, imagens e pôsteres de produções cinematográficas do cineasta, que marcaram a história do cinema, como ‘O Iluminado’ (1980), ‘Laranja Mecânica’ (1971) ou ‘2001: Uma Odisseia no Espaço’ (1968).

“[Kubrick] é um cineasta que morreu fazendo filme, que faz cinema desde jovem, começou como fotógrafo da Time, e começou a fazer curtas, e a partir dos anos 1940 iniciou também sua carreira de cineasta. Nunca ganhou um Oscar como melhor diretor, nem de melhor filme, mas é considerado por todos um dos maiores, se não o maior, e com certeza o mais perfeccionista de todos”, destaca Raffaele Petrini, produtor cinematográfico e diretor do Cine Praia Grande. O cinema, localizado no bairro da Praia Grande, sediará uma mostra especial que fará um recorte da extensa filmografia de Kubrick a partir desta quinta-feira (10) e seguirá até a próxima quarta (16).

Raffaele conta que a iniciativa surgiu a partir de diversos pedidos feitos nos últimos 18 meses que solicitavam uma mostra dedicada à Kubrick, cineasta que sempre volta às telas do Cine. “É um diretor que sempre tem seu público que o segue, então são filmes que devem e precisam ser vistos no cinema. A maioria dos filmes que a gente exibe no Cine Praia Grande que são clássicos que já estão com uma certa idade são filmes que realmente merecem ter uma sessão dentro de uma sala de cinema, com todo conforto, com a tela grande em formato scope, então é uma experiência que o Cine Praia Grande quer proporcionar aos seus espectadores”, explica Raffaele.

https://www.youtube.com/watch?v=GIjI7DiHqgA

Valorização dos clássicos

As mostras temáticas já fazem parte da essência do Cine Praia Grande. Símbolo de resistência cultural, por evidenciar um cinema que nem sempre é compatível com os moldes hollywoodianos, o Cine já promoveu vários espaços icônicos, além dos inúmeros festivais, como mostras dedicada à Charlie Chaplin, Hitchcock, Sofia Coppola, Tarantino e Woody Allen – os dois últimos serão revisitados ainda este ano. “Eu brinco que o Cine Praia Grande tem mais público nas sessões de clássicos do que nas de lançamentos. Isso é uma coisa totalmente contra a tendência nas salas de cinema hoje em dia”, ressalta Raffaele Petrini.

O produtor cinematográfico e diretor do cinema conta que a sala segue uma tendência de locais como o Cinema da Fundação, no Recife, e o Dragão do Mar, em Fortaleza. “Acaba virando um ponto de encontro para pessoas que têm o mesmo interesse. Em São Luís existem poucos espaços em que as pessoas podem discutir sobre Stanley Kubrick depois de uma sessão de um filme dele. Poder ver ‘2001: Uma Odisseia no Espaço’ numa sala de cinema com uma projeção boa, com um som ótimo, são experiências que se tem poucas vezes na vida”, conta Raffaele. “Eu sempre amei cinema, mas eu amei ainda mais o cinema quando, por exemplo, eu descobri Stanley Kubrick na tela de um cinema. Então dar essa oportunidade ao público, eu acho fenomenal”, completa.

O Cine Praia Grande contará, ainda, até o final do ano, com outras mostras. Entre elas, uma dedicada ao controverso ícone pop Madonna, à Tarantino, Billly Wilder, Walt Disney e uma programação especial em homenagem aos 25 anos do Cine Praia Grande no dia 17 de dezembro, com uma seleção dos melhores filmes já exibidos no cinema.

Stanley Kubrick, um imortal

Stanley Kubrick foi, modéstia à parte, um dos maiores e mais importantes cineastas de todos os tempos. Sua filmografia dotada de originalidade, perfeccionismo e técnica meticulosa é prova disso. Nascido em Nova Iorque, em 1928, Kubrick teria hoje 89 anos. O cineasta é responsável por grandes clássicos como ‘O Iluminado’ (1980), ‘Laranja Mecânica’ (1971), ‘2001: Uma Odisseia no Espaço’ (1968), ‘Lolita’ (1962), ‘Nascido Para Matar’ (1987), entre outros.

Ainda hoje, com toda tecnologia, Kubrick é responsável por inspirar grandes cineastas, como Christopher Nolan e Wes Anderson. “Ele foi um dos poucos cineastas da história do cinema que teve controle total sobre sua obra, sendo produzido por um estúdio. Tinha sempre a última palavra em cima do seu filme. Ele é realmente um must para todo amante de cinema, para todo cinéfilo”, relembra Raffaele Petrini.

Confira a programação na íntegra!

Quinta, 10 de agosto
16h00 – DOUTOR FANTÁSTICO (12 anos)
17h45 – NASCIDO PARA MATAR (16 anos)

Sexta, 11 de agosto
15h00 – DE OLHOS BEM FECHADOS (16 anos)
17h30 – LARANJA MECÂNICA (16 anos)
19h45 – 2001: UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO (Livre)

Sábado, 12 de agosto
16h00 – O ILUMINADO (14 anos)

Domingo, 13 de agosto
17h30 – 2001: UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO (Livre)
20h00 – LARANJA MECÂNICA (16 anos)

Segunda, 14 de agosto
16h00 – LOLITA (14 anos)
19h00 – DE OLHOS BEM FECHADOS (16 anos)

Terça, 15 de agosto
15h45 – 2001: UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO (Livre)
18h15 – O ILUMINADO (14 anos)
20h10 – NASCIDO PARA MATAR (16 anos)

Quarta, 16 de agosto
16h00 – BARRY LYNDON (12 anos)

Ingresso promocional: R$ 6,00. Todos os filmes serão exibidos em cópias legendadas.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS