DE NOVO

Gasolina fica mais cara a partir desta terça-feira

O ajuste anterior havia sido anunciado no último sábado (26), com aumento de 1,2% na gasolina e diminuição de 0,7% no diesel

Reprodução

A partir de hoje, o preço da gasolina nas refinarias sofrerá um aumento de 1,1% e o do diesel de 0,4%. O anúncio foi feito ontem pela Petrobras e segue a nova política de ajuste de preço, que tem como base o preço de paridade de importação.

O ajuste anterior havia sido anunciado no último sábado (26), com aumento de 1,2% na gasolina e diminuição de 0,7% no diesel. A nova política foi adotada no começo de julho e, desde então, os reajustes são feitos quase que diariamente. Os percentuais podem ser acompanhados no site da Petrobras.

O aumento no valor dos combustíveis para as refinarias representa um possível aumento na bomba. A Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes), que representa o setor varejista, não comenta qual será o impacto da alta nas refinarias para o consumidor final.

No entanto, ressalta que os preços dos combustíveis no Brasil são livres, e a cadeia é complexa. Segundo nota enviada a imprensa, “os postos não compram combustíveis das refinarias, compram das distribuidoras. As distribuidoras, por sua vez, compram das refinarias e arcam com outros custos como fretes, custos do etanol anidro, que é misturado à gasolina, e os custos do biodiesel, que são adicionados à mistura do diesel”.

A Fecombustível destaca também que a formação de preços dos combustíveis embute impostos estaduais e federais. “Portanto, a relação de preços das refinarias da Petrobras não é direta para o consumidor. Os custos dos combustíveis vendidos aos postos dependem do valor que compram combustíveis das distribuidoras”, conclui a nota da federação.

MOSTRAR MAIS