Série D

Após modificações, Maranhão vai ao ataque em busca da classificação

Sabendo que vai necessitar de uma vitória (3 a 0) para conquistar o acesso à Série D, mesmo jogando na casa do adversário, MAC deve adotar esquema bastante ofensivo, segundo Scarpino

No meio de campo, Anderson Brás deverá ser o segundo volante.

No meio de campo, Anderson Brás deverá ser o segundo volante.

Fazer o que até hoje não conseguiu neste Campeonato Brasileiro (Série D) para garantir o acesso à Série C em 2018. Este é o maior desafio da história do Maranhão Atlético desde que começou a disputar a competição nacional. Impossível? Quase. Depois de perder por 3 a 1 em casa para o Operário de Cuiabá, o técnico Ruy Scarpino volta a afirmar que nem tudo está perdido e, justificando sua fama de Demolidor de Cartazes, o MAC pode retornar a São Luís com a vaga garantida. Como se sabe, para que isso aconteça, o representante maranhense terá que ganhar de 3 a 0 ou 4 a 1. Se vencer de 3 a 1, levará a decisão para as cobranças direto da marca penal.

“Vamos armar uma formação ofensiva, até porque não há outra alternativa. Precisamos fazer três gols. Conhecemos a qualidade do time do Operário, mas vamos buscar o resultado”, ratificou o treinador maqueano. Scarpino não poderá contar com dois jogadores até então titulares: Chico Bala e Curuca. Por isso, deslocará Rômulo Ferreira para a lateral-esquerda e promoverá o retorno de Michel à lateral-direita. No meio de campo, Anderson Brás deverá ser o segundo volante.

As alterações na equipe maqueana não param por aí. O ataque, que não teve bom rendimento no jogo anterior, em São Luís, também deverá passar por alterações. Emerson sai para entrada de Gileard e Marciano deverá completar o tripé ao lado de Naôh. O time provável para enfrentar o Operário de Ponta Grossa-PR é este: Rodrigo Ramos; Michel, Yuri, Ramon e Rômulo Ferreira; Sandro, Eloir e Adauto; Gileard, Naôh e Marciano.

Cautela

Apesar da vontade de vencer que domina o grupo, o treinador está preocupado com a defesa. O time não pode levar gols, sob pena de aumentar a vantagem do adversário. Por isso, Ruy Scarpino adverte que o setor não pode repetir os erros de outras partidas. “Temos que ter atenção redobrada. Não dá mais para oferecer oportunidades ao adversário, pois já erramos o que tínhamos de errar”, advertiu. A partida contra o Operário-PR está marcada para a próxima segunda-feira às 21h, com transmissão pela televisão.

Assim como o MAC ainda não conseguiu ganhar de nenhum adversário fora de casa por um placar de três gols de diferença, o Operário também jamais perdeu, tomando mais de dois gols.

MOSTRAR MAIS