Crime

Morre comerciante baleado em assalto a joalheria no Centro

Arioston Barbosa Magalhães reagiu ao crime e foi atingido na cabeça. O comerciante não resistiu ao ferimento e veio a óbito 12 dias após o assalto

O crime chamou atenção de quem passava pela via.

O crime chamou atenção de quem passava pela via.

O comerciante Arioston Barbosa Magalhães, baleado na cabeça durante um assalto que ocorreu no dia 4 de julho em sua joalheria, faleceu neste domingo (16) no Hospital Municipal Djalma Marques.

O crime ocorreu no cruzamento da Avenida Magalhães de Almeida com a Rua Afonso Pena, no Centro, quando dois bandidos assaltaram a loja da vítima, que reagiu e foi atingida por um disparo. O comerciante, conhecido como Ari, era casado e tinha 51 anos.

Relembre o crime

Dois bandidos assaltaram uma loja de compra de ouro no dia 4 deste mês. A vítima, Arioston Barbosa Magalhães, de 51 anos, reagiu, travando uma luta corporal com um dos criminosos, que portava uma pistola. Durante o confronto, a arma caiu e foi recolhida pelo comparsa, que atingiu a vítima na cabeça. De acordo com 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o comerciante estava sozinho na loja, ao que dois homens entraram no ambiente e anunciaram o assalto.

Arioston foi encaminhado para o Hospital Municipal Djalma Marques em estado grave pela perda de sangue, mas não resistiu e faleceu neste domingo (16).