Dia do Rock

Manifesto São Luís Rock reúne grandes bandas em São Luís

A banda americana Vital Remains e a carioca Massacration prometem agitar os palcos do Espaço Reserva neste domingo (16). Mais cinco bandas também marcam presença

Banda carioca Massacration.

Banda carioca Massacration.

O domingo será de rock na Ilha. Após um grande hiato, São Luís será palco hoje de um dos maiores shows de rock: o Manifesto São Luís Rock. O evento traz à capital maranhense a banda americana Vital Remains, a carioca Massacration e mais cinco bandas maranhenses de destaque na cena local como Alchimist, Comportamento Estranho, Brutallian, Tanatron e Amnésia, que vão celebrar o Dia Mundial do Rock, ocorrido no último dia 13 de julho.

O Manifesto São Luís Rock acontece no Espaço Reserva, ao lado do Shopping da Ilha, e terá capacidade para 10 mil pessoas. O acesso ao festival será feito através da doação de uma lata de leite, que poderá ser trocada pelo ingresso na Fanzine Rock Bar ou conforme a capacidade máxima permitida para o evento. As latas de leite serão doadas a instituições previamente selecionadas. A ação é possível por conta da parceria da organização do evento com o governo do estado, que fornecerá estrutura de som, luz e palco para o evento.

O público maranhense terá a oportunidade de assistir à apresentação da Vital Remains, uma banda de Death metal dos Estados Unidos formada em 1988 por Tony Lazaro e Jeff Gruslin. As letras das músicas falam sobre satanismo, ocultismo, anticristianismo e morte. Banda pioneira do death metal, surgiu em 1988 em Providence, nos Estados Unidos, liderada por Tony Lazaro, e teve várias mudanças de formação, até se estabelecer em 1997, contando com Dave Suzuki no baixo, guitarras solo e bateria, Tony Lazaro nas guitarras rítmicas e, em 2003, entrou Glen Benton no vocal. Recentemente, esses dois saíram, dando lugar a outros membros na banda. No fim de 2012, a banda fez uma bem-sucedida turnê pelo Brasil ao lado das bandas Krisiun e Malevolent Creation, tendo uma ótima aceitação do público brasileiro.

A banda tem influências de grupos clássicos dos anos oitenta como Venom, Celtic Frost, Bathory, Mercyful Fate, Sodom e Destruction. A primeira demo da Vital Remains foi Reduced To Ashes, que vendeu 500 cópias em duas semanas, provando o valor do grupo. Em 1990, a banda lançou seu segundo material demo, chamado Excrutiating Pain.

No show, que é inédito em São Luís, a Vital Remains vai apresentar sucessos de álbuns como Into Cold Darkness, Forever Underground, considerados por muitos uma obra-prima de death metal. Este álbum levou a banda para tocar na Europa ao lado do Vader e do Malevolent Creation por vários países, além de voltar para os EUA para tocar com o Incantation por duas turnês. Além de sucessos do disco Dawn Of The Apocalypse, um álbum extremamente pesado e dirigindo todo o seu ódio para o cristianismo. O álbum é baseado no livro do Apocalipse da Bíblia.

Outra grande atração da noite será a banda carioca Massacration, que segue um estilo de metal cômico, criada por integrantes do grupo de humor Hermes e Renato. O quadro de humor no qual a banda aparecia acabou tomando proporções enormes e criando uma legião de admiradores, o que levou a banda a fazer concertos de verdade. Fazendo paródias de bandas de heavy metal como Manowar, a banda lançou, em 2005, seu primeiro CD, produzido pelo ex-VJ João Gordo. No fim de 2016, a banda confirmou a volta aos palcos para uma série de shows com a Top Link Music, a mesma do Angra e do Almah. No ano de 2002, surgiu um clipe musical no programa Hermes e Renato com a banda Massacration, uma paródia aos clichês presentes em bandas de heavy metal. Apesar de bandas inventadas para o selo fictício do programa, Trololó Records, serem uma piada recorrente, o Massacration chamou atenção pelos falsetes do vocalista Detonator (Bruno Sutter), pelo infame refrão Aruê Aruô e pelo cuidado musical acima da média das paródias do programa.

A banda já abriu os shows para a turnê brasileira, em 2004, do Sepultura (com o baterista da banda, Igor Cavalera, assumindo a bateria do Massacration como o personagem mascarado “El Covero”), e se apresentou em festivais como o BMU em 2004, Planeta Atlântida, Abril Pro Rock e Porão do Rock em 2005, entre outros. Nestas apresentações, a banda tinha no seu setlist, além das canções próprias lançadas até então, um cover de Kill With Power, do Manowar, e uma nova canção: Cereal Metal.

Em outubro de 2005, lançou o CD com o título de Gates of Metal Fried Chicken of Death. A primeira canção de trabalho do álbum é Metal Is The Law. Em São Luís, Massacration vai fazer um passeio musical por sua trajetória, lembrando sucessos dos discos Good Blood Headbangers, como as músicas The Bull, The Mummy e Sufocators Of Metal. No ínicio deste ano, a Massacration lançou o single Metal Milf (com direito a um clipe) e anunciou uma grande turnê mundial intitulada Metal Milf World Tour.

Bandas maranhenses no palco

A prata do rock maranhense também terá a sua participação no Manifesto São Luís Rock. Entre as atrações da noite, está a banda ludovicense Comportamento Estranho, que foi criada em 1994. Os músicos investem no hardcore/punkrock nervoso e agressivo com letras de cunho social. O grupo, inicialmente um quarteto, é formado desde 1996 por Beto (guitarra), Come Bala (bateria) e Pedro (vocal e baixo). Na bagagem, a banda traz a participação e organização de centenas de shows com bandas locais, regionais e nacionais, como Amnésia, Terra Podre, Ratos de Porão, Delinquentes e Garotos Podres. Outra atração da noite é a banda Brutalian. A banda é formada por Pablo Barros (vocal), Lex Wave (guitarra), Rayan Oliveira (bateria) e Fabio Matta (baixo). Em 2015, lança o disco Blow on the Eye, considerado com uma uma sonoridade mais “moderna”. O álbum possui músicas que focam mais no peso e são seguradas por riffs excelentes como Primal Sigh e Hell Is Coming With Me; e músicas que são mais velozes como You Can’t Deny Hate. Todas juntas definem bem a proposta da banda, e isso para um álbum debut é o que importa. Além dessa parte, as músicas são muito bem construídas e a qualidade da gravação está excelente.

Fundada em 2002 por ex-integrantes das bandas Ácido e Skylord, o Brutallian surgiu com a proposta de mesclar influências de Thrash Metal com Heavy Metal clássico. Desde então, a banda se firmou como um dos grandes nomes do rock pesado maranhense, representando o estado em várias apresentações pelo eixo Norte-Nordeste, assim como por outras cidades do estado, tendo tocado com inúmeras grandes bandas nacionais e internacionais. As apresentações acabaram tornando-se um padrão de qualidade devido à energia e peso liberados no palco, o que, aliados às composições com refrãos “pegajosos”, faziam com que o público cantasse fortemente as músicas da banda, tornando músicas como Blow On The Eye, Primal Sigh, Black Karma e Hell Is Coming With Me verdadeiros hinos lembrados até hoje.

Já a banda Tanatron, que está comemorando duas décadas de estrada desde o ano passado, vai celebrar com seus fãs a conquista do seu espaço na cena do rock mundial.

No palco, o vocalista Nyelson cantará músicas que fazem parte de um set list como Tanatron, Servorun Sanguinem, Betrayed By Yourself, Slowly Dying, Towards Terror, Bloody Is The Hunt, In Front Of Your Eyes, Do The Creation Rise, Killing And Domination, We Need The Death. Tanatron, segundo Nyelson, significa literalmente “a máquina da morte”. A banda conta com participação em shows e festivais nas regiões Norte e Nordeste, tem três trabalhos lançados e abertura de shows para bandas nacionais e internacionais como Krisiun, Ratos de Porão, Torture Squad, Korzus, Incantation (EUA), Destruction (ALE), Annihilator (CAN). A Tanatron promete detonar no palco do Manifesto Rock São Luís.

MOSTRAR MAIS