PROJETO ELAS

Karina Buhr e Karol Conka agitam o Convento das Mercês

As cantoras participam do evento e dividem o palco com diversas atrações locais, que acontece do dia 20 a 22 de julho

Foto: Reprodução

O empoderamento feminino é o ato de conceder o poder de participação social às mulheres, garantindo que possam estar cientes sobre a luta pelos seus direitos nos diferentes campos sociais, políticos, econômicos ou culturais. Apesar da luta pela conquista de seu espaço, as mulheres ainda são alvo do preconceito. Mas as estrelas da música podem ter um papel fundamental na construção de uma nova realidade. Justamente porque quebram padrões, cantoras nacionais e locais constituem novos modelos de comportamento feminino, e suas canções, em diferentes estilos, são um verdadeiro hino de empoderamento da mulher.

Por conta dessa situação, no período de 20 a 22 deste mês, o Convento das Mercês será palco da edição Elas do projeto Essa é Minha Cultura, que reúne shows, performances, mesas de debates, feiras criativa e gastronômica e produção audiovisual. Ícones do poder feminino no mercado musical nacional, as cantoras Karina Buhr e Karol Conka participam do evento e dividem o palco com as atrações locais, entre elas, Rosa Reis, Nathália Ferro, Rosa Ewerton, grupo Afrôs, Luciana Simões, Célia Sampaio, Núbia, Camila Reis, Tieta Macau, Dicy Rocha, Áurea Maranhão, Circo tá na Rua e Ornitorrincos do Sertão Turu. As DJs Nega Glícia, Carol Vieira e Vanessa Serra farão a discotecagem do festival.

A cantora Karol Conka, que se apresenta pela primeira vez em São Luís, amanhã, a partir das 23h, vai mostrar ao público, por meio de suas músicas, porque se tornou referência de empoderamento feminino e do feminismo negro. A rapper brasileira, que, além de cantora, é compositora, atriz, produtora, modelo e apresentadora, ficou conhecida nos quatro cantos do Brasil por suas canções que exaltam a força da mulher na sociedade.

Com músicas de autoafirmação, liberdade sexual e conquista de sonhos, Conka traz ainda o recorte racial, cantando ao homem branco que a mulher saiu para se libertar e “não vai voltar, nem espere pra jantar”, e que suas regras vão causar um efeito “é quando eu quero, se conforma, é desse jeito, se quer falar comigo então fala direito”.

Foto: Cantora Karina Buhur

Após disponibilizar no Myspace algumas músicas soltas, em 2011, finalmente Karol disponibilizou seu primeiro EP intitulado Promo. Depois de algumas parcerias, entre elas com o rapper Projota, na canção Não Falem!, em 2012 ela encontrou Nave, que foi produtor de seu primeiro album Batuk Freak, lançado em agosto de 2013, que lhe rendeu hits como Boa Noite (presente na trilha sonora do jogo de videogame Fifa 14), Gandaia e Olhe-se. O som casou-se perfeitamente com a sua proposta de fazer um rap com sonoridade universal, aliando batidas pesadas a timbres orgânicos, levando influencias da musica eletrônica, funk carioca, dubstep, reggae, r&b, soul e repente.

Em 2013, Karol recebeu sua primeira estatueta na categoria Artista Revelação, no Prêmio Multishow de Música Brasileira. Com o lançamento da canção Tombei, dois anos depois, em 2015, ela voltou à premiação, vencendo a categoria Nova Canção. A música em questão ainda se tornou tema de abertura do seriado Chapa Quente, em 2016. Este ano, a canção Bate a Poeira, do seu primeiro disco, se tornou tema da 25ª temporada de Malhação, subtitulada de Viva a Diferença. Com isso, Karol Conka se consagrou como um dos grandes nomes do ramo de rapper e do movimento feminista no país, fazendo shows no mundo inteiro. Sobre o tema, e ela deixa bem claro: “Eu tô na luta, sou mulher, posso ser o que eu quiser!”.

Karina Buhr, uma cantora contra a cultura machista

Outra referência do empoderamento feminino na música brasileira é a cantora Karina Buhr. A artista baiana sempre fala em suas entrevistas sobre a cultura machista de criar a rivalidade entre as mulheres com o intuito de enfraquecer os laços entre os dois, e também sempre lembra que a luta é contra o patriarcado. Karina Buhr, que morou em Recife e viveu intensamente a ebulição musical da cidade desde o começo dos anos de 1990, primeiro cantando e tocando percussão em vários grupos como os maracatus Estrela Brilhante do Recife e Piaba de Ouro, o Véio Mangaba e suas Pastoras Endiabradas, além de acompanhar cavalos-marinhos, rodas de coco e ciranda em Recife e no interior de Pernambuco e tocou em bandas como a Eddie, Bonsucesso Samba Clube, DJ Dolores e Orchestra Santa Massa, (com Erasto Vasconcelos e Antônio Nóbrega). Em 1997, formou a banda Comadre Fulozinha, com a qual lançou três discos, integrou trilhas sonoras, como do filme Deus é Brasileiro, fez várias turnês brasileiras e uma turnê mundial de dois meses, entre França, Suíça, Suécia, Bélgica, Canadá e EUA. Foi com a Comadre Fulozinha que se revelou compositora e também ilustradora, com os desenhos das capas e encartes dos discos da banda (são dela também os desenhos do encarte de Eu Menti pra Você). Radicada em São Paulo desde 2003, Karina Buhr integrou a banda da cantora Iara Rennó, como percussionista, em turnê do show Macunaíma Ópera Tupi. A artista tem participações em CDs da Mundo Livre S/A, Eddie, Erasto Vasconcelos, Antônio Nóbrega, DJ Dolores, Cidadão Instigado, Marina Lima, Anelis Assumpção, Bárbara Eugênia e nas coletâneas Reginaldo Rossi, Baião de Viramundo, Pernambuco em Concerto, Music from Pernambuco, Música de Pernambuco, Revista Bexiga Oficina do Samba, + SOMA, entre outras, além de incontáveis coletâneas virtuais, lançadas por blogs e sites de música, pelo mundo afora.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DE SHOWS

DIA 20/7
20h – Rosa Reis- Show Divinas Folioas (cortejo com apresentação no palco)
21h – 1,2,3
22h – Performance de Áurea Maranhão
23h – Karol Conka
Discotecagem de Carol Vieira

DIA 21/7
20h– Circo tá na rua (no chão)
20H– Dicy Rocha e Camila Reis
21h– Nubia
22h– Afrôs
23h– Performance de Rosa Ewerton
23h30– Luciana Simões, com participação de Célia Sampaio
Discotecagem de Nega Glicia

DIA 22/7
20h – DJ Vanessa Serra
20hs – Ornitorrincos do Sertão do Turu
21h– Nathalia Ferro
22h– Performance de Tieta Macau
23h– Karina Bhur
Discotecagem de Vanessa Serra

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS