RANKING VEJA

São Luís é uma das melhores cidades para se viver

Ranking divulgado pela Revista Veja e que leva em consideração o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) apresenta São Luís como a terceira melhor capital da região nordeste para se viver.

Por: aranha
Foto: Reprodução

Reportagem da Revista Veja desta semana traz um ranking que apresenta São Luís entre as melhores cidades para se viver na região nordeste. A reportagem, atualizada anualmente pela revista exibe um ranking nacional, bem como por regiões, levando em consideração as particularidades de cada local.

São Luís é a terceira melhor capital do nordeste, ficando atrás apenas de Recife e Aracaju. Quando consideradas todas as cidades da região, a capital maranhense cai para quarto lugar, ficando atrás de Fernando de Noronha. A cidade ficou a frente de outras capitais nordestinas, que tradicionalmente eram apresentadas como melhores para se viver, como Salvador, Fortaleza, Natal, Teresina, Maceió e João Pessoa.

Apenas duas cidades maranhenses figuram entre as melhores do nordeste. Além de São Luís, que tem um índice de desenvolvimento humano de 0,768, Paço do Lumiar figura em décimo quinto lugar, com um índice de 0,724 à frente de cidades referências na região nordestina como Maceió, Campina Grande e Mossoró.

Melhores do Brasil

São Caetano do Sul (SP) é a melhor cidade para viver no país, com IDH de 0.862. No ranking é a cidade mais bem avaliada no sudeste e em todo o país. Completam a lista das campeãs regionais Florianópolis (SC), Brasília (DF), Palmas (TO) e Fernando de Noronha (PE).

Sobre o IDH

O ranking leva em consideração o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) para aferir a classificação. O índice é uma medida comparativa usada para classificar os países pelo seu grau de “desenvolvimento humano” e para ajudar a classificar os países como desenvolvidos (desenvolvimento humano muito alto), em desenvolvimento (desenvolvimento humano médio e alto) e subdesenvolvidos (desenvolvimento humano baixo).

A estatística é composta a partir de dados de expectativa de vida ao nascer, educação e PIB (PPC) per capita (como um indicador do padrão de vida) recolhidos em nível nacional. Cada ano, os países membros da ONU são classificados de acordo com essas medidas. O IDH também é usado por organizações locais ou empresas para medir o desenvolvimento de entidades subnacionais como estados, cidades, aldeias, etc.

Selecionados do ProUni têm até hoje para comprovar dados

O estudante deve apresentar seus documentos originais e de integrantes da família, quando for o caso, na instituição para a qual foi selecionado

UFMA abre seletivo para processo de produção pedagógica

As inscrições devem ser feitas na Coordenação do Curso de Nutrição, até o dia 3 de março de 2017, das 8h às 12h e das 14h às 17h

Coral abre inscrições para novos integrantes

Somente pessoas maiores de 18 anos poderão participar do coral; a primeira reunião será no dia 21 de março deste ano

Abertas as inscrições para Colóquio de Mídia na Amazônia

As cidades amazônicas, hoje, elaboram novos processos de interação capazes de ampliar e dissolver fronteiras físicas e simbólicas.

Maranhão e Piauí discutem parcerias

Gestores consideram a troca de experiências e a integração importante porque os dois estados têm realidades muito parecidas

Internautas elegem Companhia da Picanha a que melhor serve churrasco

Durante oito dias de votação pouco mais de 2 mil internautas participaram. A escolha do estabelecimento foi feito em meio a sugestões de churrascarias e restaurantes da cidade

Saiba o que abre e fecha nos dias de folia

Durante o carnaval, você precisa ficar atento ao que abre e fecha nos dias de festa

Defensoria recomenda que Prefeitura não puna o Uber

DPE enviou recomendação para que a Prefeitura se abstenha de aplicar multa ou apreender veículos destinados ao aplicativo

Justiça proíbe o uso de paredões de som

A ideia é prevenir e combater a poluição sonora na cidade

Mega-Sena pode pagar R$ 25 milhões nesta quinta

O sorteio acontece às 20h (horário de Brasília). A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h 

Mercado de vinhos falsificados movimenta até US$ 3 bilhões

Existe um número cada vez maior de tecnologias anti-fraude usadas por adegas renomadas

O Rei da Cachaça do 'Reviver'

Dos seus 69 anos de idade, Corintiano trabalha há quase três décadas como comerciante no Centro Histórico de São Luís

VEJA MAIS