MÊS DE COMEMORAÇÕES

Associação Comercial do Maranhão celebra seus 164 anos

Fundada há 164 anos, a Associação Comercial do Maranhão (ACM) é uma das mais tradicionais entidades empresariais do Brasil. Sua trajetória se confunde com a história do comércio no Maranhão.

Comissão dos 164 anos da ACM em visita ao empresário Mauricio Feijo, que receberá a homenagem pelos mais de 50 anos de atividades do Comercial Feijo (Foto: Divulgação)

A Associação Comercial do Maranhão dará início, no próximo dia 8 de agosto, às comemorações de seus 164 Anos de fundação. Durante três quartas-feiras do mês (dias 8, 15 e 29), serão realizadas várias atividades especiais como marcos do mês festivo. O tema escolhido este ano para é Ponto de Equilíbrio Empresarial: a integração entre o Ser e o Ter para o crescimento dos negócios.

No dia 8, o presidente Felipe Mussalém anuncia as atividades do mês. Na ocasião, acontece o Encontro Empresarial reunindo empresas associadas à Casa, ofertantes e demandantes, em uma rodada para networking, captação de parcerias comerciais e prospecção de negócios.

No dia 15 de agosto está programada a inauguração da Galeria das Ex-Presidentes do Conselho da Mulher Empresária – CME, da ACM, seguida da palestra “Ser e Ter: um equilíbrio que requer escolhas e comprometimento”, ministrada pelo diretor do Instituto Hoffman do Brasil, Jaime Bertolino.

Encerrando a programação, no dia 29 de agosto acontece a Solenidade Magna de 164 Anos, com as tradicionais homenagens a empresários com mais de 50 anos em atividades e a entrega da Medalha João Gualberto da Costa a personalidade de destaque no Maranhão. Na ocasião serão homenageados a empresa Comercial Marajó, do empresário Maurício Feijó, pelos mais de 50 Anos de Atividades Empresariais, o Conselheiro Douglas Pereira Pinho pelas contribuições à entidade e o empresário e ex-presidente da ACM, Carlos Tadeu Pinheiro Gaspar, com a Medalha do Mérito João Gualberto da Costa, no Grau de Comendador.

Conforme o presidente da entidade, Felipe Mussalém, a programação celebra o empreendedorismo e a trajetória da ACM, enfocando um tema muito presente na vida diária do empresário e das empresas: o necessário equilíbrio entre ter e ser. “Estamos trazendo para o debate o tema do equilíbrio, a necessidade de conquistarmos esse equilíbrio na busca pelo sucesso e a felicidade, conceitos que se correlacionam, mas não são sinônimos. Além disso, festejaremos as tradições da nossa entidade, seu passado e glórias, com os olhos no futuro, na construção de alternativas de crescimento pessoal e empresarial”, explica o presidente.

Fundação da ACM

Fundada há 164 anos, a Associação Comercial do Maranhão (ACM) é uma das mais tradicionais entidades empresariais do Brasil. Sua trajetória se confunde com a história do comércio no Maranhão.

O passo inicial para a sua fundação foi dado no dia 21 de agosto de 1854, com a eleição de uma comissão de notáveis comerciantes, que deveria representar em todos os aspectos a classe comercial do Maranhão. Para presidir a comissão, elegeu-se o Comendador João Gualberto da Costa, figura eminente da sociedade daquela época.

Identificada com as aspirações do comércio, a “Comissão da Praça”, como ficou conhecida, teve uma atuação marcante junto ao Império e à Província até o ano de 1878, quando, sob o comando de José da Cunha Santos Júnior, transformou-se na Associação Comercial do Maranhão.

Órgão Técnico Consultivo

Gozando de prestígio público, a ACM foi reconhecida, no ano de 1917, como entidade de utilidade pública, através do Decreto Federal 3394. No ano de 1942 foi oficializada como Órgão Técnico Consultivo, prestando colaboração aos poderes públicos em questões de interesse empresarial. E, no ano de 1982, através da Lei 2586, foi reconhecida pelo município de São Luís como entidade de utilidade pública, ampliando ainda mais a sua atuação.

Ao longo desses anos, a ACM participou ativamente da solução de problemas surgidos no curso da evolução econômica do Maranhão. E a experiência acumulada pelas classes produtivas sempre serviu de inspiração para as normas e procedimentos criados para disciplinar assuntos fiscais e tributários estaduais e municipais.

Campanha da Produção

A Associação Comercial também proporcionou ao Maranhão outros benefícios relevantes. Um belo exemplo é a Campanha da Produção, iniciativa que contribuiu decisivamente para a construção da infraestrutura necessária ao desenvolvimento do Maranhão, atuando nos vácuos deixados pelo Estado nestas áreas.

Através da Campanha da Produção, foram construídas, com recursos dos comerciantes, as estradas vicinais necessárias para o escoamento da produção agrícola. E também distribuídas e vendidas sementes, além de viabilizado o ensino prático da operação de tratores e máquinas agrícolas.

A Campanha da Produção trouxe benefícios para os poderes públicos, ao empresariado e à sociedade maranhense, sendo decisiva para que o nosso estado conquistasse posição de destaque na produção agrícola brasileira.

Chegando ao terceiro milênio

Entre as principais metas, a ACM deseja fortalecer a classe empresarial, atuando em defesa dos interesses dos setores produtivos e como catalisadora dos anseios da sociedade e do empresariado na promoção do desenvolvimento e da cidadania. Deseja ainda ampliar parcerias, promover o crescimento empresarial, disseminar informações e oferecer atendimento técnico especializado.

Ao ingressar no novo milênio, a Associação Comercial conquistou a certificação na Norma ISO 9001:2000, sendo uma das poucas a ter todos os seus processos certificados. Neste ano todas as melhorias implementadas com vistas ao Desenvolvimento Organizacional foram reconhecidas através da outorga do Prêmio associação Comercial referência 2005, da CACB.

Mantém-se firme no propósito de buscar incansavelmente o desenvolvimento local através do fortalecimento do empresariado e tem buscado criar para que as empresas possam melhorar a competitividade, quer seja através da ampliação de sua política de capacitação através de cursos gratuitos e de qualidade e do Programa de Gestão Empresarial.

A mais nova investida da ACM no sentido do desenvolvimento organizacional foi a realização do Planejamento Estratégico da entidade, para o biênio 2013-2014, que definiu a missão, visão, valores, o negócio e as prioridades estratégicas da entidade.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS