CORONAVÍRUS

No Maranhão

4074
184668
177115
4014
MARANHENSE

Moto e São José disputam vaga para final do campeonato

Como deu empate na primeira partida, o vencedor, ao final do encontro desta noite, no Castelão, estará garantido na final que fará contra Sampaio ou Juventude Samas

Reprodução

Num jogo em que só a vitória interessa, Moto Club e São José se enfrentam na noite desta segunda-feira,  às 21h, no Estádio Castelão. O duelo é o segundo entre as duas equipes na fase semifinal do Campeonato Maranhense. Como deu empate na primeira partida, o vencedor, ao final do encontro de hoje estará garantido na final que fará contra Sampaio Corrêa ou Juventude Samas,  que jogarão no próximo dia 16 deste mês.

É bom lembrar que também estará em disputa a conquista do vice-campeonato e, consequentemente, uma vaga para a Copa do Brasil de 2021. Esse é um detalhe que motiva ainda mais as duas equipes,  pois a competição nacional tem cota especial por participante. Caso a partida desta noite termine empatada no tempo normal, o vencedor será conhecido por meio das cobranças de tiros livres direto da marca penal. Nenhum dos treinadores quer esse tipo de decisão, no entanto,  nos últimos treinamentos,  vários jogadores foram testados. Os nomes, porém, permanecem no mais absoluto sigilo. Por conta da pandemia, a imprensa esportiva não tem acesso aos treinos e as assessorias de comunicação foram orientadas a não dar detalhes sobre o assunto.

Mudanças

No Moto, a novidade é a volta do atacante George Hamilton,  após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Outra alteração confirmada pelo técnico Dejair Ferreira é a entrada do volante Amaral desde o início da partida, no lugar de Jonathan. Na lateral-direita, Denílson,  que se lesionou por ocasião do primeiro jogo, passou a semana inteira em tratamento e se não tiver condição de jogar será substituído por Gleisinho. Nesse  caso, Henrique deve ser a melhor opção para entrar no ataque ao lado de George Hamilton e Sílvio Tapajós.

O São José terá apenas uma alteração. O meia Popó deverá reaparecer depois de também cumprir suspensão. Nas demais posições, o time é o mesmo que começou jogando na partida anterior. Uma excelente gratificação está sendo prometida pelo presidente Paulo Campineiro em caso da classificação para a final. “Não posso adiantar os valores,  mas é um bom estímulo para nossos atletas,  que faço questão de destacar o desempenho e o compromisso que têm demonstrado nessa competição”, afirma o dirigente do Peixe Pedra.

Arbitragem

A Comissão de Arbitragem do Futebol (Ceaf) presidida por Marcelo Bispo Nunes Filho, sorteou o seguinte quarteto para atuar na noite de hoje: Ranilton Oliveira de Souza será o árbitro, tendo como assistentes Raelson Almeida e Raphael MaX Borges Pereira. O quarto árbitro será Wagner Luís Braga Pontes e  o Adicional Maykon Matos Nunes. Marcelo Filho é o Analista de Campo.

Equipes

Moto Club: João Paulo; Denílson (ou Gleisinho), Júlio, Ramon e Wesley; Amaral, Naílson e Ancelmo; Gleisinho (ou Henriquie), George Hamilton e Sílvio Tapajós. Técnico: Dejair Ferreira

São José: Laerte; Gustavo, Diquinho, Anderson e Breno; Abu, Codó e Cléo; Popó, Gunar e Júnior Masset. Técnico: Carlos Ferro

Peixe Pedra já deu muito trabalho ao Papão

No futebol maranhense já existiu um outro São José Esporte Clube, cuja sede era o bairro do João Paulo. Hoje, o atual time representa a vizinha cidade de São José de Ribamar, e chega mais uma vez às semifinais de turno do campeonato. Em 2015 e 2018 o Zezinho foi eliminado pelo Imperatriz, que  neste ano (2020) acabou sendo despachado pelo mesmo São José.

Em 2017, o São José perdeu para o Cordino na semifinal do segundo turno. Agora, em  2020, a Onça foi derrotada pelo Peixe Pedra na segunda fase, em jogo que garantiu a classificação da equipe azulina.

Retrospecto

Moto e São José já se enfrentaram em 24  oportunidades. Os motenses venceram dez vezes, empataram sete e perderam sete. Foram  registrados 37 gols do Rubro-Negro e 21 um do Peixe Pedra. No primeiro ano de existência (2008), o time de São José de Ribamar  ganhou duas vezes do Moto, fato que se repetiu em 2009. As informações são do matemático do futebol maranhense, Manoel Martins.

Time da fé

Destaque para o trabalho que vem sendo realizado pelo técnico Carlos Ferro e o presidente Paulo Campineiro. O time de Ribamar estava  quase rebaixado, mas foi recolocado na semifinal do campeonato e agora é carinhosamente chamado de “Time da Fé”,  uma alusão ao padroeiro da cidade. É o único do Estadual que ainda não perdeu para o Moto este ano. Sandow Feques em 2008, e Vinicius Saldanha em 2009, também comandaram, com sucesso, a equipe ribamarense.

Hoje, o São José é formado à base de jogadores “pratas da casa”,  revelados no futebol amador, alguns dos quais com passagens por grandes equipes da capital, como o meia Cléo, de 37 anos, sinônimo de perigo de gols nas cobranças de faltas e escanteios. Ele, inclusive está na mira de Juventude e Moto Club para as disputas do Brasileiro.

Ferro no Juventude

O técnico Carlos Ferro deverá assumir ainda nesta semana o Juventude Samas, em substituição a Marlon Cutrim, que foi dispensas do após a goleada sofrida para o Sampaio Corrêa na semana passada. 

As negociações foram iniciadas no último fim de semana e tudo está acertado. Sua apresentação pode ocorrer amanhã.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias