CORONAVÍRUS

No Maranhão

3897
180560
173757
3914
Campeonato Maranhense 2020

A bola volta a rolar depois de 137 dias sem jogos

O Campeonato Estadual foi interrompido no dia 16 de março, após a goleada de 5 a 1, aplicada pelo Pinheiro no São José

Reprodução

A temporada do futebol maranhense recomeça neste sábado depois de uma longa paralisação. Foram 137 dias de intervalo provocado pelo surgimento ao covid-19 e cumprimento das medidas sanitárias de prevenção contra a pandemia. O Campeonato Estadual foi interrompido no dia 16 de março, após a goleada de 5 a 1, aplicada pelo Pinheiro no São José.

A competição ainda tem alguns jogos programados para encerrar a primeira fase de classificação e apenas uma equipe já está rebaixada: o Cordino, da cidade de Barra do Corda. Juventude e MAC jogam hoje (1º/08) às 15h30, no Estádio Pinheirão, em São Mateus. Às 18h, no Frei Epifânio, o Imperatriz recebe o Sampaio Corrêa. As duas praças esportivas do interior não deverão receber os torcedores, em atendimento às normas de proteção à saúde, impostas pelas autoridades governamentais. O público, no entanto, poderá ver as partidas por meio das plataformas streamings já devidamente anunciadas pelos clubes e a Federação Maranhense de Futebol (FMF).

 Maranhão bastante reforçado

O técnico Raimundinho Lopes, que assumiu o time após a derrota do MAC para o Pinheiro, tem agora à sua disposição um elenco bem diferente daquele que vinha atuando nesta primeira etapa.

Foram feitas dez contratações.Durante os treinamentos, o treinador deixou claro que fará mudanças radicais. Vai aproveitar ao máximo os novos reforços para suprir as deficiências que vinham sendo observadas em  diversos setores. Ele fez mistério na formação inicial durante os treinamentos da semana sem a presença da imprensa e de torcedores.

Mesmo tendo o clube contratado o goleiro Andrew, 19 anos, emprestado pelo Botafogo-RJ com passagem pela Seleção Brasileira Sub-20, a tendência é o treinador manter Diego na posição. A lateral-direita será ocupada por Michel (ex-Cordino e Remo), enquanto Guilherme ou Paulinho entram no lado esquerdo. No setor central de zaga,  Wanderson (ex-Moto e Juventude) e Maicon serão os titulares. No meio-campo há muitas opções. Dayvson, Heider, Alex Mineiro (Altos-PI), Juninho Arcanjo (ex-Ferroviário-CE e Moto) poderão formar o quarteto, e no ataque Betinho (ex-Palmeiras ) e Gileard, prata da casa, devem  formar a dupla.

Para conseguir sua intenção de se classificar para a próxima fase, o MAC precisa vencer este primeiro jogo. Na classificação, o time fez cinco pontos, e se alcançar a vitória vai a oito. Não será mais alcançado pelo São José, que tem apenas quatro e apenas um jogo com o Cordino na terça-feira. Uma derrota deixa o time maqueano na obrigação de ganhar  do Moto no seu próximo compromisso.

Juventude, classificado, vai manter a base 

Campeão da Copa FMF e da Série B do Maranhense, o caçula da primeira divisão manteve a base da equipe que está garantida na próxima fase do Estadual com nove pontos. Além disso, realizou novas contratações, até porque vai disputar a Série D do Brasileiro a partir de setembro. Entre os reforços mais conhecidos está o experiente meia Márcio Diogo,  que comandou o Pinheiro na primeira etapa da competição. A comissão técnica sob o comando de Marlon Cutrim também foi mantida. No único amistoso preparatório, o time mostrou todo o entrosamento e impetuosidade ao golear a Seleção de Miranda por 7 a 1. A equipe base é esta: Igor, Diego Renan (ou Vivico), Betão, Anderson Alagoano e Chico Bala; Rômulo, Doda e Alemão; Nahô, Índio Potiguar e Márcio Diogo.

O gramado do Estádio Pinheirão é um dos melhores e o Juventude conhece bem o local onde vai jogar. Aquela praça de esportes prossegue em reforma,  devendo ampliar sua capacidade de público para no mínimo três mil espectadores. A expectativa é de que para a etapa decisiva do Estadual já possa contar com a presença do seu torcedor nas arquibancadas.

Televisão

Com a proibição da presença de público, jogo só poderá ser visto pela televisão pelos torcedores que assinarem o acesso à plataforma streaming MyCujoo. O  ingresso virtual custa R$ 10 e será pago via cartão de crédito. O Juventude, dono do mando de campo, deverá ficar com 40% do que for arrecadado.

Arbitragem

A Comissão Estadual de Arbitragem do Futebol (Ceaf) escalou José Henrique de Azevedo Júnior para apitar Juventude x MAC, tendo como assistentes Elson Araújo da Silva e Ivanildo Gonçalves da Silva. Maykon Matos Nunes será o quarto árbitro,  José Henrique Cantanhede Mendonça o delegado da FMF e  Raimundo Benjamin Simas Júnior o supervisor de campo.

Imperatriz x Sampaio: briga pelo 2º lugar

Um dos jogos mais esperados desta rodada do Estadual  está marcado para a cidade de Imperatriz, onde a equipe local recebe o Sampaio Corrêa, a partir das 18h no Estádio Frei Epifânio.

O confronto é muito importante porque mexerá no posicionamento das duas equipes que já estão garantidas na próxima fase. O Tricolor tem dez pontos ganhos e pode chegar a 13, enquanto o Cavalo de Aço conquistou apenas nove, com chances de subir para 12. A briga será pela disputa da segunda colocação, nesta rodada.

Os bolivianos vão apresentar um time bastante reformulado, porque dispensou a grande maioria do grupo que vinha jogando até antes da pandemia.  Foram feitas treze contratações e os atletas colocados à disposição do técnico Léo Condé, responsável pela maioria das indicações. A provável equipe: João Gabriel; Joazi, Flávio Boaventura, Paulo Sérgio e João Victor (ou Marlon); André Luís, Eloir e Daniel Penha; Diego Tavares, Luan e Jackson.

Cavalo desfalcado

O torcedor do Imperatriz vive a expectativa de um crescimento técnico da equipe nesta reta final do campeonato. O grupo teve poucas mudanças e algumas perdas no intervalo entre março e julho. Na defesa, os zagueiros Alysson e Renan Dutra não retornaram. Breno, Cariri, Da Silva, Alyson, Rodolfo e William completaram a lista dos que não tiveram seus contratos renovados.Além disso, o lateral-esquerdo Lorran está fora dos planos por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Nonato (volante) também  cumpre suspensão pelo mesmo motivo. O meia  Daniel Peixoto é um dos reforços contratados  para o Estadual  e  Brasileiro da Série C.

No ataque, com a perda de Matheus João, o escolhido deve ser Giva, que atuou na divisão de base do Santos-SP no mesmo período de Neymar. Paulinho Kobayashi, mantido no comando técnico, teve pouco tempo para comandar coletivos. Por isso, até o fechamento desta edição o treinador tinha dúvidas em algumas posições. A  equipe base é esta: Jairo (Waldson); Hudson, Dos Santos, Henrique Matos e Ramon Baiano; Chiclete, Tibiri, Peixoto e Lucas Campos; Felipe e Giva (ou Cesinha).

Arbitragem

O jogo Imperatriz Sampaio terá arbitragem de Ranilton Oliveira de Sousa,  assistentes Adriana Oliveira Carvalho e Gercino Menegussi Neto. O  quarto árbitro será Cley Randal Aires e o delegado da FMF Antônio Carlos dos Santos Silva.

 Transmissão ao vivo

A partida será transmitida pela TV FMF (streaming), uma vez que o Cavalo de Aço decidiu abrir mão de firmar contrato com as operadoras especializadas. Não haverá nenhum custo de acesso para os torcedores. Todavia, será disponibilizado o QR Code, na tela, para aqueles que adquirirem ingressos virtuais de maneira voluntária e ajudar seus clubes.

Tricolor não vence o Cavalo há sete jogos

O Sampaio não ganha do Imperatriz há sete jogos. A última vitória do time boliviano aconteceu em 5/05/ 2016, mas no retrospecto geral o Tricolor leva ampla vantagem. A história do futebol maranhense registra como primeiro jogo entre Imperatriz e Sampaio no dia 19/12/1971. Foi um  amistoso na Região Tocantina, com vitória do time boliviano pelo placar de 5 a 1.  Um outro amistoso foi disputado em 10/10/74, com mais uma vitória do Sampaio por 2 a 0.

São 126 jogos disputados entre Sampaio e  Imperatriz, com o registro de 57 vitórias do Tricolor, 40  empates e 29 vitórias do Imperatriz, 189 gols do Sampaio e176 do Cavalo de Aço.    Na década de 80 chegamos a ter até sete jogos entre Sampaio e Imperatriz, como foi o caso de 1981. Em 82 e 1983 foram quatro jogos entre as duas equipes. Em 1984, 85 e 86 quatro jogos. Em 1987, sete jogos, cinco em 1988 e apenas dois jogos em 1989.

Com a criação das séries C e D, além das já existentes A e B, os números de jogos entre os clubes locais caíram bastante, principalmente entre aqueles que não estavam incluídos nas competições nacionais. Em 2018, Sampaio e Imperatriz fizeram apenas um jogo.

O Imperatriz já venceu três títulos de campeão maranhense. Dois foram contra o Moto Clube em 2005 e 2019. A outra competição foi de 2015, diante do Sampaio Corrêa.

O time boliviano não vence um campeonato há dois anos. A última conquista do regional foi em 2017 diante do Cordino. Em 2014 foi diante do Moto.

O Imperatriz também já mudou de razão social. No ínicio da sua existência chamava-se Sociedade Atlética  Imperatriz. Hoje é  Sociedade Imperatriz de Desportos, numa providência tomada nos anos 80 por Humberto Castro. A data de fundação do time de Imperatriz é 4 de janeiro de 1962.

O Sampaio é de 25 de março de 1923, tendo seu primeiro presidente Abrahão Andrade. Tem 33 títulos de campeão maranhense de futebol profissional. Em  três oportunidades, tricolores e colorados  já estiveram se enfrentando pelo Campeonato Brasileiro e o Sampaio  nunca venceu o Imperatriz nesta competição nacional. Foram cinco derrotas.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias