VALE 1,4 MIL

Sampaio enfrenta o Paraná nesta quinta no Castelão

Se sair de campo vencedor, o Tricolor passará para a terceira fase da Copa do Brasil, ao mesmo tempo em que garante repasse de R$ 1,4 milhão

Foto: Reprodução

O Sampaio Corrêa tem dois grandes motivos para brigar por uma vitória diante do Paraná Clube na noite desta quinta-feira, às 21h30, no Estádio Castelão. Se sair de campo vencedor, o Tricolor passará para a terceira fase da Copa do Brasil, ao mesmo tempo em que garante repasse de R$ 1,4 milhão, conforme consta no regulamento da competição promovida pela Confederação Brasileira de Futebol. Esta cifra seria igual aos valores do patrocínio oficial da Caixa Econômica Federal, que até hoje não se confirmaram.

É bom lembrar que, ao passar para a segunda etapa o representante maranhense já tinha conseguido faturar R$ 1,1 milhão. Portanto, ao garantir no orçamento R$ 2,5 milhão, dará uma certa tranquilidade ao clube neste primeiro trimestre, onde disputa três competições (Estadual, Copa do Nordeste e Copa do Brasil). O técnico Francisco Diá, sabendo da necessidade da equipe se reforçar para continuar passando de fase nas disputas promovidas pela CBF, está pedindo ao presidente Sérgio Frota a contratação de mais reforços.

Para a partida de hoje, o Sampaio já poderá contar com o retorno do zagueiro Joécio, poupado no jogo de Imperatriz. James é outro que tem volta garantida, pois já está recuperado de uma lesão.
Até ontem à tarde, o técnico Francisco Diá não havia adiantado a formação que começa jogando hoje. Pode haver alterações na defesa e no ataque, com o retorno de Bruno Moura à lateral-direita e a entrada de James no lugar de Fumaça. A provável equipe que começa jogando é esta: Andrey; Júnio Rocha (ou Bruno Moura), Maracás, Joécio e Kaíque; Silva, Yuri, Sobral e Marlon; Uillian e Fumaça (ou James).

Paraná

O Paraná Clube, comandado pelo técnico interino Ademir Fesan, tem problemas no ataque e na defesa. O time paranaenser fez apenas seis gols em sete jogos (cinco no Paranaense e um na Copa do Brasil) e, na defesa, tomou nove gols, desses, oito no Paranaense. Sabendo que se o jogo ficar no empate a decisão será por meio da cobrança de pênaltis, ele admite que a igualdade não será mau negócio, pois o time tem bons cobradores.

Se for o caso

Ademir Fesan chegou ao Paraná no ano passado durante a Série B do Brasileiro e trabalhou com Matheus Costa – anteriormente também auxiliar-técnico antes de ser efetivado – e agora com Wagner Lopes. O auxiliar-técnico conta que ainda não há previsão se seguirá como treinador e mantém o discurso que continua à disposição do clube. A equipe que vai enfrentar o Sampaio Corrêa não foi anunciada oficialmente até ontem a tarde, ficando para hoje, mas com algumas mudanças em relação à equipe que vinha jogando.

Arbitragem

O jogo terá como árbitro Emerson de Almeida Ferreira e os assistentes serão Ricardo Junio de Souza e Felipe Alan Costa de Oliveira, de Minas Gerais. O quarto árbitro será o maranhense Raimundo José Chagas Araújo.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS