FUTEBOL

Cordino enfrenta o Treze, da Paraíba, em Imperatriz

Cordino enfrenta Treze pela fase preliminar da Copa do Nordeste, em Imperatriz, de olho na premiação de 500 mil para o vencedor do jogo

Foto: Reprodução

A Copa do Nordeste se inicia hoje para os clubes maranhenses. O Cordino recebe o Treze, da Paraíba, pela fase preliminar. A partida ocorre no Estádio Frei Epifânio d’Abadia, em Imperatriz, a partir das 21h (horário de Brasília). O vencedor do confronto irá integrar o Grupo A da competição que já conta com Santa Cruz, CRB e Confiança.

O confronto teve que ser deslocado para Imperatriz, por conta da falta de condições técnicas do Estádio Leandro Cláudio da Silva, em Barra do Corda. O local não atende aos requisitos mínimos de público para o Nordestão.

Após muito suspense, o jogo no Frei Epifânio d’Abadia será com público. A diretoria divulgou o preço dos ingressos: Coberta (R$ 30) e Normal (R$ 20). Todos com meia-entrada custando R$ 15 e R$ 10, respectivamente.

Vale ressaltar que o confronto vale R$ 500 mil em premiação. Os clubes derrotados na fase preliminar embolsam R$ 250 mil pela participação na Copa do Nordeste, mas os que avançarem para a fase de grupos recebem R$ 750 mil. Um incremento substancial que pode servir de motivação para os jogadores do Cordino.

O outro representante do Maranhão é o Sampaio Corrêa e, por ter sido campeão estadual, teve vaga garantida na fase de grupos e embolsa R$ 850 mil. O Tricolor estreia no dia 18 de janeiro contra o CSA, em um grupo que tem ainda Ceará e Salgueiro.

Apesar do reforço de caixa, o Cordino foi bem modesto na montagem do elenco para 2018. A única mudança significativa veio no comando técnico, com a chegada de Leandro Lago para a vaga deixada por Marlon Cutrim.

Outro nome relativamente de peso é do atacante Jonas Piu-Piu, que realizou pré-temporada com o Sampaio, mas acabou não aprovado pelo técnico Francisco Diá. O atacante, que foi revelação do futebol maranhense em 2017, chega para ser a opção de velocidade no segundo tempo.

A Onça aposta na base que conquistou o vice-campeonato maranhense em 2017. Da provável escalação para o jogo de hoje, sete jogadores atuaram pelo Cordino no ano passado. Outros três atletas (Gualberto, Keulson e Renan), por sua vez, disputaram o Campeonato Maranhense de 2016 pela equipe.

A única exceção é o experiente goleiro Alberto. Aos 37 anos, o arqueiro veio do Itapipoca, do Ceará, mas é conhecido da torcida maranhense, pois acumula passagem pelo Moto Club e Imperatriz em 2013.

A provável escalação do Cordino de Leandro Lago é: Alberto; Michel, Da Silva, Emerson e Renan; Júnior Negão, Gualberto, Alisson e Keulson; André Radija e Ulisses.

Nesse primeiro duelo, o trio de arbitragem vai ser todo da Federação do Piauí. Antônio Dib vai ser auxiliado pelos seus conterrâneos Mauro Cézar Evangelista de Sousa e Márcio Iglesias Araújo Silva. Já o maranhense Paulo Sérgio Santos Moreira foi sorteado para ser o quarto árbitro.

Treze

A equipe paraibana tem três desfalques importantes para o confronto. O lateral Marcelinho, ainda lesionado, o volante Alberto, suspenso por quatro partidas de competições organizadas pela CBF, e o meia Marcelinho Paraíba, que não foi regularizado a tempo, não viajaram com a delegação e são desfalques certos.

Alguns jogadores que estavam em fase de transição do Departamento Médico para os treinamentos, a exemplo do volante Guto, do lateral Raro, do meia Fábio Neves e o atacante Tozim, seguiram para o interior do Maranhão e, mesmo sem ritmo de jogo, ficam à disposição do técnico Oliveira Canindé.

VER COMENTÁRIOS
LER MATÉRIA COMPLETA
MOSTRAR MAIS