UFA

Oito nomes e um objetivo: caça ao cinturão dos meio-pesados ganha ânimo com saída de Jones

Lutadores derrotados por ex-campeão estão de olho no título, que está sem dono

UFC
 
Jon Jones é o maior campeão da história dos meio-pesados do UFC. ‘Bones’ dominou a categoria como um rei que se impõe sobre o seu povo. Foram quatro anos e um mês, mais precisamente, 1.501 dias como soberano da divisão, desde a vitória sobre Maurício Shogun, em março de 2011, até o duro golpe dado pela vida. Sim, somente ela, para tirar o cinturão do maior astro do MMA na atualidade.
Jones destronou caras com história, ex-campeões e promessas que lutavam por um lugar ao sol. Ninguém mais acreditava em uma reviravolta na divisão dos meio-pesados. Para muitos, ‘Bones’ seria campeão até o fim de sua carreira. Mas o acidente causado pelo norte-americano em Albuquerque mudou tudo, inclusive os rumos da categoria.
Entre derrotados e futuros adversários, oito lutadores ganham uma sobrevida pelo cinturão. O primeiro deles é Daniel Cormier, batido por Jones em janeiro. Ele foi o escolhido pelo UFC para enfrentar Anthony Johnson e definir o primeiro campeão dos meio-pesados na era pós-Jones. Confira um breve histórico de cada um dos postulantes ao cinturão da categoria.
Anthony Johnson – Era o desafiante natural de Jon Jones. O ‘Rumble’ enfrentaria o ex-campeão no dia 23 de maio e segue no card. Agora ele terá pela frente Daniel Cormier. Quem vencer se tornará o primeiro campeão dos meio-pesados e assumirá a condição que era de ‘Bones’. Johnson vem de três vitórias seguidas na organização, mantendo uma invencibilidade desde seu retorno. Ela será colocada à prova contra DC.
Daniel Cormier – Último derrotado por Jon Jones. DC travou uma guerra na promoção do combate, mas não conseguiu se impor no duelo e acabou vencido por decisão unânime. Foi a única derrota da carreira do norte-americano. Por condições naturais escolhido pelo UFC para ocupar a vaga no UFC 187 e ter mais uma chance de lutar pelo cinturão. Na carreira, o lutador tem 15 triunfos e uma derrota.
UFC/Getty Images
Gustafsson e Jones travaram batalha épica
Alexander Gustafsson – Fez a luta mais
Alexander Gustafsson – Fez a luta mais dura da história da carreira de Jon Jones. O sueco quase venceu o ex-campeão em 2013. Depois, o ‘Mauler’ venceu Jimi Manuwa e ganhou a chance de lutar contra Jones, mas se lesionou. No duelo pelo title shot contra Anthony Johnson, foi nocauteado diante dos fãs no primeiro round. Agora, ele enfrentará Glover Teixeira e, quem vencer, deverá ganhar uma nova chance de lutar pelo cinturão.
Glover Teixeira – Invicto no UFC até lutar contra Jon Jones, Glover vem de duas derrotas seguidas. O mineiro enfrentará agora Alexander Gustafsson e uma vitória pode lhe colocar na rota do cinturão mais uma vez. Conta a favor do mineiro o nome de peso do sueco, um dos mais importantes da categoria. O triunfo em julho, na Alemanha, pode cravar o lutador de Sobrália como desafiante ao cinturão dos meio-pesados.
Rashad Evans – O norte-americano foi campeão da categoria dos meio-pesados antes de enfrentar Jon Jones, mas perdeu logo na primeira defesa, contra Lyoto Machida. Quando enfrentou ‘Bones’, foi vencido em uma luta morna realizada em Atlanta. Atualmente, o ‘Suga’ vem de duas vitórias, mas não luta desde novembro de 2013. O lutador sofreu duas graves lesões que o afastaram do octógono. Quando voltar, estará perto de um combate pelo cinturão.
Quinton Rampage Jackson – Ex-campeão, Rampage retornou ao UFC no último fim de semana, com vitória sobre Fábio Maldonado por decisão unânime. Quando era campeão, Quinton Jackson conseguiu defender o título com sucesso em uma oportunidade. O norte-americano foi finalizado por Jones em 2011 e foi demitido depois de três derrotas seguidas. Em seu retorno, já assumiu o 11º lugar do ranking e precisará de mais duas vitórias contra os tops para conseguir um novo title shot.
Maurício Shogun Rua – O brasileiro perdeu o cinturão para Jones e nunca mais se encontrou no UFC. Viveu uma sequência instável e venceu apenas um dos últimos cinco combates. Agora, o curitibano enfrentará Rogério Minotouro. Se vencer, ficará mais perto do title shot, mas vai ter que realizar mais um combate contra um top da divisão se quiser lutar mais uma vez pelo cinturão dos meio-pesados.
Ryan Bader – Único da lista que nunca lutou pelo cinturão. Ele foi derrotado por Jones no duelo que valia uma chance pelo cinturão. Depois disso, venceu sete dos dez combates realizados. O ‘Darth Bader’ vem de quatro vitórias consecutivas e enfrentaria Daniel Cormier, que agora lutará pelo cinturão. Sem adversário, ele precisa de um triunfo contra um top para ter chance de lutar pelo título pela primeira vez.
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias