CORONAVÍRUS

No Maranhão

1730
32620
8639
932
MMA

Jon Jones perde mais um contrato de patrocínio depois de provocar acidente de carro nos EUA

Depois da Reebok, outra empresa rompeu acordo com ex-campeão após incidente

MMA

O prejuízo sofrido por Jon Jones depois do acidente de carro ocorrido no último domingo, em Albuquerque, que fraturou o braço de uma mulher grávida de 20 anos, vai além da perda de cinturão dos meio-pesados e do afastamento por tempo indeterminado do Ultimate Fighting Championship. O agora ex-campeão perdeu patrocínios ao ficar com a imagem arranhada no episódio.

Depois da Reebok, que anunciara Jon Jones como um de seus garotos-propaganda em dezembro de 2014, a Muscletech, empresa especializada em suplementos alimentares, também decidiu rescindir o contrato de apoio com o lutador. A companhia já até retirou a imagem do ex-campeão de seu site oficial. De acordo com o MMA Weekly, um representante da Muscletech informou que o rompimento ocorreu nesta quinta-feira.
‘Bones’ era um dos integrantes da família Jones patrocinados pela Muscletech. A empresa também firmou contrato com os irmãos do astro do UFC, Arthur e Chandler, que atuam no Indianapolis Colts e New England Patriots, respectivamente, equipes da NFL (liga de futebol americano dos EUA). Os dois jogadores continuam sendo apoiados pela companhia.
Jon Jones chegou a se apresentar à polícia em Albuquerque, depois do acidente. Ele pagou fiança para deixar a prisão e teve audiência no tribunal local. O lutador retornará para nova conversa com o juiz, ainda sem data marcada. O UFC puniu o astro com a perda de cinturão e suspensão por tempo indefinido. Com isso, ‘Bones’ foi afastado da luta contra Anthony Johnson, pelo UFC 187, em 23 de maio, e acabou substituído por Daniel Cormier.
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias