MMA

Perda de cinturão de Jon Jones mantém recorde de Anderson Silva por mais tempo no UFC

Norte-americano partia para nona defesa de cinturão contra Anthony Johnson, mas foi destituído e vê Spider absoluto com dez defesas; Aldo vem na sequência com sete

Anderson Silva segue intacto como maior nome na história do UFC. Os vacilos cometidos por Jon Jones fizeram com que o norte-americano tivesse o cinturão dos meio-pesados cassado. Com isso, o norte-americano, considerado o melhor da atualidade até então, não conseguirá chegar ao recorde do lutador brasileiro. Enquanto o Spider defendeu o cinturão do Ultimate em dez oportunidades, Bones partia para sua nona defesa, dia 23 de maio, contra Anthony Johnson, em Las Vegas.
Depois de provocar acidente de trânsito que resultou em fratura no braço de uma mulher grávida de 20 anos, Jon Jones foi punido pelo Ultimate Fighting Championship. A organização anunciou que ‘Bones’ teve o cinturão dos meio-pesados cassado e foi retirado do UFC 187, evento no qual defenderia o título contra Anthony Johnson, na luta principal, em 23 de maio, em Las Vegas. Por esse motivo, o ex-campeão não conseguirá chegar ao número do brasileiro.
Para alcançar o número, Jones precisaria vencer Anthony Johnson e mais um combate pelo cinturão dos meio-pesados, alcançando dez defesas e se igualando ao super campeão brasileiro.
Agora, Anderson ganha folga em relação aos concorrentes. A boa notícia para os brasileiros é que o próximo na lista de defesas de cinturão é José Aldo, com sete combates na categoria dos penas. O manauara lutará pelo título no dia 11 de julho, contra Conor McGregor. Caso vença, precisará destronar mais dois concorrentes para chegar ao número do Spider.
Além de Aldo, outros dois concorrentes despontam na briga pelo recorde de defesas de cinturão no UFC: Demetrious Johnson e Ronda Rousey. O primeiro é campeão dos moscas e tem seis vitórias em lutas depois que conquistou o título, sendo a mais recente no último fim de semana, contra Kyoji Horiguchi. Já a musa do Ultimate tem cinco defesas e pode alcançar a sexta caso vença a brasileira Bethe Pitbull, dia 1º de agosto, no Rio de Janeiro.
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias