CORONAVÍRUS

No Maranhão

568
353095
309592
10120
PREMIAÇÃO

Filme com coprodução pernambucana é premiado no Festival de Cannes

Gabriel Mascaro assina a coprodução de ‘A noite do fogo’, da salvadorenha Tatiana Huezo, laureada em Cannes

A cerimônia da premiação reservada para os filme da Um Certo Olhar, transcorreu no Teatro Debussy - (Foto: Mathilde Gardel/ Divulgação)

Dois anos depois do brasileiro Karim Aïnouz faturar o prêmio máximo da seção Um Certo Olhar, no Festival de Cannes, pelo filme A vida invisível, agora o Brasil desponta novamente na premiação, diante da menção especial reservada ao longa A noite do fogo, que, mexicano, contou com a coprodução da Desvia, criada pelo pernambucano Gabriel Mascaro e Rachel Ellis.

O filme é uma adaptação livre do romance Prayers for the stolen. Dirigido pela salvadorenha, radicada no México, Tatiana Huezo, o longa revela treinamento de mães que protegem meninas de conhecidos sequestradores das redondezas. Realizada no Teatro Debussy, a cerimônia de entrega dos prêmios da Mostra Um Certo Olhar trouxe o resultado do exame de 26 filmes, por um corpo de jurados que incluiu Andrea Arnold, Daniel Burman e Mounia Meddour.

A russa Kira Kovalenco, por Unclenching the fists, obteve o prêmio central, ao relatar as inseguranças de uma mulher para deixar a convivência de família opressora. O Prêmio do Júri coube a Great Freedom, de Sebastian Meise, enquanto Good mother e La civil venceram prêmios paralelos. No tocante à originalidade, Lamb (de Vladimar Johannsson), foi o eleito dos votantes.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias