BASTIDORES

Confrontos nas redes

O governador Flávio Dino e o presidente Jair Bolsonaro navegam em sentido oposto nesse mar revolto de crise, que virou uma tempestade e pode evoluir para um tsunami. Talvez por achar que não deve “descer” da posição no Planalto para debater diretamente com o governador do Maranhão, estado pobretão do Brasil, Bolsonaro dá carta branca […]

O governador Flávio Dino e o presidente Jair Bolsonaro navegam em sentido oposto nesse mar revolto de crise, que virou uma tempestade e pode evoluir para um tsunami. Talvez por achar que não deve “descer” da posição no Planalto para debater diretamente com o governador do Maranhão, estado pobretão do Brasil, Bolsonaro dá carta branca para sua líder no Congresso, deputada de primeiro mandato (PSL) Joice Hasselmann, se ocupar de abrir as baterias contra o líder do PCdoB nacional.

Como Flávio Dino tem sido um ponto de lança da esquerda nos debates cibernéticos das redes sociais contra Bolsonaro, a deputada veio a São Luís para encontro político do PSL e resolveu atacar Dino. O governador, além de responder Hasselmann, também o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) não deixou pedra sobre pedra. A deputada usou um trecho esburacado da MA 201, que liga São Luís a São José de Ribamar, no povoado Maioba, para  dizer que aquilo é um desrespeito ao povo do Maranhão e uma vergonha.

O problema é que a deputada só saiu de São Luís para a cidade vizinha. Se tivesse ido conhecer os Lençóis Maranhenses, teria visto a situação caótica da BR-402, entre Rosário e Barreirinhas. É para lá que deve haver o maior fluxo de turista do Nordeste a partir do meado de junho, nas férias. Em pior situação estão as BRs-135, 316 e 222, que cruzam o Maranhão. Será que a líder no Congresso iria mandar o recado “Vai trabalhar, presidente”, como fez com Flávio Dino?

Pelo mesmo canal que a deputada Hasselmann usou para mandar Flávio Dino trabalhar, ele a respondeu, com igual dureza. “Há uma nova moda na extrema-direita: figuras políticas de pouca expressão me agredindo com mentiras, termos chulos, baixarias. Não respondo a esse tipo de coisa. Tenho juízo, boa educação e mais o que fazer. Depois de 15 inaugurações em 15 dias, já temos mais nesta semana”.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias