CORONAVÍRUS

No Maranhão

800
58859
33561
1436

Um resumo político e econômico de 2015

O ano de 2015 ficou velho antes de chegar dezembro. Falta apenas uma semana e a sensação geral no Brasil é de que o ano foi perdido. E foi mesmo. Na política foi uma desarrumada total, cuja consequência foi arrastar a economia para o fundo do poço, com desemprego, desconfiança internacional no país, líderes empresariais […]

O ano de 2015 ficou velho antes de chegar dezembro. Falta apenas uma semana e a sensação geral no Brasil é de que o ano foi perdido. E foi mesmo. Na política foi uma desarrumada total, cuja consequência foi arrastar a economia para o fundo do poço, com desemprego, desconfiança internacional no país, líderes empresariais e políticos presos, a corrupção ocupando todo o noticiário durante os 12 meses de 2015. O desemprego e a inflação inflaram o estrago. A disputa pelo mandato da presidente Dilma Rousseff foi o carro-chefe dessa tragédia que se instalou em Brasília e permanece com fôlego para engolir boa parte de 2016.

Líderes presos
Talvez nem a força das eleições municipais, que serão realizadas dentro de novo regramento legal, será suficiente para dissolver a nuvem que devasta a esperança e a confiança da população. Os líderes das empresas que mais empregam no Brasil foram presos, agravando o ambiente no setor produtivo. O ano de 2015 foi pior do que o de 2014, quando Dilma foi reeleita. Como não há 3º turno no Brasil, a tentativa da oposição tomar-lhe o mandato por diferentes vias ainda tumultua a vida nacional.

Impeachment
O congresso, eleito com Dilma, também foi arrastado no esgoto da “Lava-Jato”, com as principais lideranças investigadas ou presas, como aconteceu com o líder do governo, Delcídio do Amaral. A palavra “impeachment” nunca foi tão popularizada no país, de tanto ser repetida nos meios de comunicação. Só agora, a população está lembrando-se de Natal, com o comércio tentando minimizar os prejuízos do ano todo e se projetar para 2016, sem muita perspectiva.

E ai?
O Maranhão, felizmente, é um caso à parte nesse ambiente dominado pela crise. O governo Flávio Dino, que iniciou 2015 num momento histórico de imensa transformação política e administrativa, continua cumprindo sua programação. Mesmo assim, as pessoas não param de perguntar: “E aí, como está o governo?”

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias