Só Agradecer

Discursos sem profundidade temática marcam inicio do legislativo

Grande parte desses deputados são os novatos, timidamente estreando com discursos de pouca profundidade temática, mas expressando a vontade de fazer algo importante pelo Maranhão

Nas sessões de segunda-feira e na de ontem da Assembleia Legislativa do Maranhão, pelo menos 26 deputados foram à tribuna agradecer aos votos, manifestar gratidão a familiares, igrejas evangélicas e ao apoio do governador Flávio Dino pelo mandato. Grande parte desses deputados são os novatos, timidamente estreando com discursos de pouca profundidade temática, mas expressando a vontade de fazer algo importante pelo Maranhão, ao ingressar no complexo mundo da política parlamentar.

Quem renovou o mandato também discursou no mesmo tom de quem queria dizer: “Poxa vida, diante de tantas dificuldades, conseguir estar aqui de volta, enquanto a metade do parlamento foi embora”. A política é uma fonte de aprendizado, de crescimento, de angústia, também de frustração e de ódio. Para os deputados eleitos em 2018, principalmente os que acabam de estrear no mandato popular, a responsabilidade é bem maior. As dificuldades também, comparando-se aos maceteados de longos tempos na Casa.

Entrar na Assembleia Legislativa é sair dos limites municipais e ganhar outra dimensão, com o mandato que significa apontar defeitos, lutar por causas que considerar justas e defender tudo isso em escala estadual. É estar presente nos recantos mais remotos do Maranhão e dar conta do que se passa também nas cidades e no país. Fazendo oposição ou apoiando o governo, o deputado é um emissário do povo na solução de problemas, que fogem ao alcance da ação individualizada. Seja mediante lei, ação no parlamento ou nos grotões das necessidades, o deputado carrega nos ombros o dever de ser ético e leal ao eleitor que o fez seu representante.

O que se passa hoje na política é uma busca incessante para tirar o Brasil da crise profunda, que debilitou a economia, transtornou a política e indignou a nação. Portanto, o mandato que começa, desde o presidente da República ao deputado estadual, tudo é novo. É a expressão máxima do desejo de transformar, de corrigir rumos e de defenestrar o passado recente, corroído por más práticas políticas. Espera-se, portanto, que cada mandatário tenha a compreensão dessa realidade caótica e a grandeza para não decepcionar o eleitor. É a hora de construir uma nova história em cima dos escombros da crise que se instalou no país, com forte repercussão no Maranhão.

Participe do WhatsApp da Coluna Bastidores e receba as notícias primeiro que todo mundo. Clique aqui!

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias