Governo

Cada dia com a sua agonia

Repetindo o hábito de recorrer à Bíblia para ilustrar seus discursos, sempre de improvisos, o governador Flávio Dino buscou em Mateus 6:34, a resposta para a indagação sobre a eventual candidatura à Presidente da República em 2022

Com três meses à frente do governo no segundo mandato, o governador Flávio Dino concedeu ontem entrevista a um pool de 30 emissoras de rádio, espalhadas pelo Maranhão. Debateu tudo que lhe foi perguntado. Sem fugir de qualquer tema, Dino detalhou seus quatros anos passados, rebateu a incansável produção de fake news, pela oposição sobre seu governo e apresentou respostas aos incrédulos e desinformados sobre ações em todas as áreas. Porém, fugiu falar em candidatura a presidente em 2022.

A entrevista representou um momento especial do governo Dinista. Ele começa a projetar para os próximos anos a complementação do que realizou desde 2015 e como vai implementar novas ações. Dino tirou dúvidas sobre segurança pública, sistema penitenciário, investimentos nos municípios, e por que se opõem ao governo Jair Bolsonaro. “Não desejo o fracasso do governo. Como brasileiros, quero o bem do Brasil, mas o problema é que ele está errando muito em tão pouco tempo”, disse.

Esclareceu sobre o “escândalo” que a oposição construiu, apontando suposto rombo no Fepa, fundo que alimenta o Instituto de Pensão dos Funcionários. Dino disse que nunca tirou um centavo do Fepa para qualquer área do governo, que não seus objetivos. Ocorre que, em 2015 ele já encontrou um déficit de R$ 600 milhões. Eram 16 mil aposentados e pensionistas, hoje são 32 mil. Dobrou a despesa e a receita encolheu com as aposentadorias. Além do mais, Dino explicou que enquanto no Maranhão a contribuição dos servidores é de 9%, nos demais estados em média chega a 14%. “Existem dois servidores ativos para um inativo”, disse.

Repetindo o hábito de recorrer à Bíblia para ilustrar seus discursos, sempre de improvisos, o governador Flávio Dino buscou em Mateus 6:34, a resposta para a indagação sobre a eventual candidatura à Presidente da República em 2022. “Não estou pensando em eleição. Acabamos de sair de uma”. Porém, deixou dúvida ao dizer: “Cada dia com sua agonia”.

A frase é uma atualização da Bíblia, extraída do livro de Mateus, que ensina o sentido da esperança: “Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal”. Logo se conclui que, até 2022, centenas de amanhãs ainda vão cuidar de si mesmos.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias