CORONAVÍRUS

No Maranhão

787
55680
29518
1360
PANDEMIA

Município de São José de Ribamar tenta frear o avanço do novo coronavírus

O secretário de saúde do município, Tiago Fernandes, explicou as principais ações da Prefeitura para combater o avanço da pandemia e diminuir o número de casos

Reprodução

A cidade balneária de São José de Ribamar, que integra os quatro municípios da Ilha de São Luís, registrou 724 casos do novo coronavírus, segundo o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (SES).  No início da semana passada, tiveram alta os primeiros quatro pacientes que ficaram 16 dias internados na rede municipal.

Segundo Tiago Fernandes, atual secretário de Saúde de São José de Ribamar, em entrevista a O Imparcial, falou sobre a importância da divulgação dos boletins epidemiológicos diários e os desafios que tem enfrentado à frente da pasta.

“O maior desafio é que a gente iniciou o combate a esta doença invisível que a gente tem mais informações e estamos realizando ações em cima dos dados para tomarmos as medidas  necessária. Um exemplo disso, é que em fevereiro nós iniciamos a capacitação de toda a rede da saúde do município. Ao longo disso, nós criamos o Centro de Referência das Síndromes Gripais que é a Rede Acolhe e associamos a esta rede sorológicos IGG e IGM e também exames de imagens de tomografia de tórax para facilitar o diagnóstico. E ao mesmo tempo tomamos medidas de protocolos de medicamentos voltado para assistência desses pacientes no hospital para tratamentos mais moderados com a destinação dos leitos cirúrgicos para internações clínicas para suspeitos da covid-19”, explicou Tiago Fernandes.

O secretário também ressaltou que se o município não tivesse investido em infraestrutura na saúde os números poderiam ser bem pior.

“Hoje o município conta com 37 unidades básicas de saúde, dois postos todos capacitados e mais quatro centros de referenciais gripais”

“Que é a Rede Acolhe que fica na Unidade do Miritiua; na Unidade do Recanto Verde; no Maria Amélia Bastos e também na Unidade da Quinta que é um Centro de Referência para casos leves de classificação verde e azul equipados com balões de oxigênio, oxímetros e medicamentos para sintomatologias do coronavírus”, acrescentou Tiago Fernandes.

O município conta ainda com o hospital com 12 leitos de internação clínica para aqueles pacientes de casos moderados, haja vista que a cidade de São José de Ribamar é um município classificado como média complexidade do Sistema Único de Saúde (SUS).

“A nossa referência para alta complexidade onde estão os leitos de UTI e os respiradores a competência é de São Luís. Porque esses recursos saem do Ministério da Saúde direto para São Luís, pois é a referência de saúde da grande ilha”, enfatizando que mais 150 casos já foram descartados e mais de 145 pessoas foram curadas, além de quase 200 pessoas estão com suspeita de serem portadoras da doença.

Tiago Fernandes também ressaltou a importância do cidadão continuar a cumprir com as medidas de isolamento e distanciamento social, evitar aglomerações,  fazer o uso de máscaras e lavar as mãos com água e sabão ou higienizá-las com álcool e gel são fundamentais para o não contagio da covid-19.

“Com o lockdown na região Metropolitana de São Luís houve uma redução dos casos e isso pode ser perceptível através dos leitos de internação no hospital que começou o mês de maio superlotado e hoje estamos com quatro pacientes internados e também a nossa sala vermelha, que é uma sala de leitos de estabilização de pacientes que precisam de UTI que vai para São Luís ou para a rede do estado, que no começo do mês de maio foi bem movimentado e hoje ela está vazia e quando chegam são imediatamente transferidos”, enfatizou o secretário que houve também uma parcela de contribuição do estado na expansão dos leitos de UTI no município.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias