CORONAVÍRUS

No Maranhão

868
53508
25120
1285
RETORNO

Município de Imperatriz reabre igrejas, clubes e academias

Mesmo registrando mais de mil casos confirmados e 79 mortes por covid-19, Prefeitura de Imperatriz flexibilizou a abertura do comércio e de outros serviços não essenciais

Cidade de Imperatriz Foto: Reprodução

Igrejas, templos religiosos, restaurantes e academias já podem retornar suas atividades na cidade de Imperatriz. O município que contabiliza 1610 casos confirmados e 79 mortes em decorrência do novo coronavírus (covid-19) flexibilizou as medidas restritivas iniciadas há uma semana com a reabertura gradual do comércio. O novo decreto municipal que define regras de distanciamento para conter o avanço da covid-19, já está em vigor, mas a fiscalização estará nas ruas a partir das primeiras horas, para orientar e, se for o caso, punir os infratores.

De acordo com a publicação os cultos e missas já podem ser realizados com ocupação máxima de 30% dos acentos para que se respeite o distanciamento mínimo de 2 metros entre pessoas e todos terão que usar máscara de proteção. Também permanece proibida qualquer forma de aglomeração, em períodos que antecedem ou sucedem as celebrações, mesmo nas áreas externas aos templos. 

As atividades nas igrejas católicas como missas, casamentos, batizados entre outras estavam suspensas desde o dia 19 de março depois que bispo diocesano de Imperatriz, Dom Vilsom Basso, ter se reunido com o Colégio de Consultores da Diocese de Imperatriz como forma de prevenir a proliferação do novo coronavírus, visando o bem comum e a proteção dos fiéis..

Estão autorizados a funcionar cinema e teatro, mas somente em drive-in, além de restaurantes, exceto na modalidade de buffet (no quilo) e os das praças de alimentação dos shopping centers. Nos demais, com ocupação máxima de 30% da capacidade descrita no alvará de segurança, não mais do que duas pessoas por mesa, higienização completa (álcool em gel ou similar) das superfícies entre a mudança de usuários; medição de temperatura na entrada (acesso proibido a partir de 37,3ºC); estacionamentos limitados a 30% das vagas e terminantemente está proibida a venda de bebida alcoólica. O novo decreto liberou também a prática de esportes ao ar livre, em clubes recreativos e em academias de ginástica, a partir do dia 1º de junho desde que em áreas de 20 metros quadrados por pessoas e com a distância mínima entre alunos e professores. A ocupação máxima de 30% da capacidade do ambiente. 

Shoppings voltam, mas sem praça de alimentação

Com a taxa de ocupação de leitos exclusivos para covid-19 alcançando 95,65%, a Prefeitura de Imperatriz está realizando ações de disciplinamento do comércio local no cumprimento das medidas de prevenção à covid-19, estabelecidas através de decreto municipal. No documento, o poder público solicita que comerciantes e população sigam as orientações sanitárias. “Estamos trabalhando de forma intensificada para coibir excessos e garantir que os comércios em funcionamento obedeçam rigorosamente às medidas de postura sanitária para o enfrentamento da pandemia da Covid-19”, destacou a secretária de Planejamento Urbano, Lenise Ferreira.

De acordo com a titular da Seplu, na primeira semana foi realizado um trabalho educativo de orientação. Comerciantes, empresários e microempreendedores precisam cumprir regras gerais de higienização e controle, além de regras específicas de acordo com cada categoria. “Os comerciantes foram orientados sobre as normas de funcionamento e que o não cumprimento prevê sanções que podem acarretar até a cassação do alvará de funcionamento, sendo essa uma atribuição da Receita Municipal”, enfatizou Lenise. O funcionamento do comércio deve ser realizado em horário comercial, 08h às 18h, com a venda de mercadorias pelos sistemas delivery e drive thru, com o controle do fluxo de pessoas feitos por fita de isolamento na porta do estabelecimento.

Os shoppings centers estão funcionando em horário normal, 10h às 22h, seguindo os mesmos critérios e proibida a disposição de mesas e cadeiras na praça de alimentação. Os estabelecimentos devem seguir com restrições sobre a quantidade de pessoas circulando, tanto para funcionários quanto para os clientes que deverão usar máscaras. Na portaria deve ser medida a temperatura dos clientes e todas as lojas devem oferecer pias para lavar as mãos ou álcool em gel.  

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias