CORONAVÍRUS

No Maranhão

813
60592
35466
1499
SÃO LUÍS

Famílias do bairro Coroadinho recebem máscaras

Prefeitura entrega máscara reutilizáveis para população em situação de vulnerabilidade

Reprodução

Famílias acompanhadas pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) das regiões do Coroadinho e Vila Nova receberam nesta terça-feira (26), máscaras de tecido reutilizáveis para prevenção ao novo coronavírus. Na ocasião, também foram distribuídos kits educativos às crianças e adolescentes que participam do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

Ao todo serão entregues 100 mil máscaras. Essas atitudes fazem parte do conjunto de intervenções desenvolvidas pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior no enfrentamento da pandemia junto às famílias de baixa renda e em situação de risco e vulnerabilidade social acompanhadas pela política de assistência social.

“O prefeito Edivaldo tem um forte compromisso com a política de assistência desde o início da sua gestão. Isso tem permitido que a população seja assistida da forma que necessita. Todas as estratégias desenvolvidas desde o início da pandemia do novo coronavírus tem, acima de tudo, o compromisso de não permitir que os serviços tenham descontinuidade. O momento é muito difícil para todos, e o nosso papel é garantir que os atendimentos cheguem a quem mais precisa”, afirmou a gestora da Semcas, Andréia Lauande.

As máscaras já foram distribuídas para as pessoas que são abrigadas nas unidades de acolhimento da Prefeitura. Nesta terça (26), mais 650 máscaras reutilizáveis foram entregues para as famílias acompanhadas pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Durante esse período distanciamento social iniciado no mês de março, até agora, a Semcas distribuiu quase quatro mil cestas básicas e mais de 1.100 kits educativos. Como a secretaria atua junto a diversos públicos, cada intervenção possui um objetivo. No caso dos kits educativos contendo jogo de tabuleiro sobre a pandemia e caderno, lápis, borracha e apontador são voltados para as crianças e adolescentes que participam do SCFV que também está vinculado aos Cras. Andressa dos Santos, dona de casa, tem um filho que participa do SCFV. “Acho muito boa essa ação por dois motivos. O primeiro é que quando a gente vai comprar máscaras elas estão muito caras, então pra gente é uma ajuda, e pras crianças também é ótimo porque o kit é um passatempo nessa época em que elas estão sem sair de casa”, disse Andressa.

Ruan Gabriel Santos, 12 anos, filho da Andressa, ficou bem satisfeito com recebimento do material. “Ajuda a distrair né? E como ele é sobre essa doença a gente também ainda pode aprender junto com a família”, observou o garoto. Como forma de agilizar as entregas, a secretaria solicitou o apoio das instituições conveniadas que auxiliam na execução do SCVFV. Na região do Coroadinho são elas: Associação das Donas de Casa da Salinas do Sacavém, Associação Beneficente da Vila Conceição, Instituto Boas Novas Cepec, Semente da Esperança e Associação da Vila dos Frades. Na Vila Nova o apoio veio da Associação Beneficente de Mães da Vila Nova, Instituto Filantrópico e Educacional Dayse Daniele e Associação de Mulheres da Vila São Luís.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias