SEGURANÇA

Governo apresenta iniciativas para o combate a roubos em coletivos em São Luís

Terá trabalho da Polícia Militar, nas operações de revista e barreiras em localidades estratégicas, onde há maior registro de incidência de assaltos a ônibus

Operação Catraca
Mantendo o amplo diálogo promovido pela atual gestão do Governo do Maranhão, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP) reuniu-se, na tarde desta quinta-feira (14), com o Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Rodoviário (STTRE-MA). No encontro, apresentou a força-tarefa desenvolvida pelas polícias do Estado para o combate a roubos em coletivos. Em paralelo às operações desenvolvidas pela Polícia Militar, a Polícia Civil organizou uma comissão de identificação de criminosos e investigação especificamente voltada para esta área.

Segundo o delegado geral de Polícia Civil do Maranhão, Lawrence Pereira, ao longo do trabalho, houve melhor aproveitamento do material do serviço de inteligência, com o reconhecimento facial de mais de 100 assaltantes e a coleta de 162 depoimentos de testemunhas e acusados. “Montamos uma força-tarefa dentro da Delegacia de Roubos e Furtos, com o aporte de delegados, para trabalharem na investigação, identificação e na resolução desses crimes”, explicou Lawrence. Segundo ele, 124 inquéritos foram abertos, dentre os quais 45 já foram relatados e encaminhados ao poder judiciário.

O subsecretário de Segurança Pública, Saulo Ewerton, apontou a perspectiva de evolução da resolutividade dos casos a partir do diálogo com o poder judiciário, a fim de dinamizar o andamento dos processos relacionados a assaltos a ônibus. “Solicitamos essa linha de aproximação para que as ferramentas de investigação, sobretudo medidas cautelares, mandados de prisão, e buscas domiciliares, ocorressem de forma mais célere. O presidente do Tribunal de Justiça nos sinalizou positivamente”, informou Ewerton. Após a reunião, a rotina definida separa e prioriza os inquéritos relacionados à temática para que os resultados sejam ainda mais efetivos.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Isaías Castelo Branco, a reunião apresentou um balanço positivo do trabalho desempenhado pelas polícias. “As investigações que foram feitas, o trabalho dos delegados de irem até às empresas, coletarem imagens e, a partir daí, montarem uma linha de investigação foram positivos, porque percebemos que mais de 100 assaltantes já foram detectados. Esperamos que o índice de assaltos seja reduzido cada vez mais”, afirmou o presidente Isaías.

Operações policiais

O trabalho da Polícia Militar, nas operações de revista e barreiras em localidades estratégicas, onde há maior registro de incidência de assaltos a ônibus, também obteve avanços.

Apenas em janeiro deste ano, o Comando de Policiamento Metropolitano 3 apreendeu cinco armas de fogo somente na região Itaqui-Bacanga, área que contempla quase 300 mil habitantes. Já o Comando Metropolitano 1 apreendeu mais de 350 armas brancas desde o início do trabalho, em fevereiro de 2015.

As operações ‘Catraca’, ‘Transporte Seguro’ e o policiamento embarcado serão mantidos e intensificados. “As operações serão reforçadas com a nomeação dos novos policiais, contando com o incremento de 700 policiais e novas viaturas, armamentos e coletes, que serão utilizados nessa atividade planejada da Polícia Militar. Em contrapartida, o Sindicato vai reforçar junto às empresas de transporte a implementação da tecnologia de monitoramento interno nos ônibus, ampliando o abastecimento do serviço de inteligência”, completou Saulo Ewerton.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias