CENTRO CULTURAL

Parque Folclórico da Vila Palmeira será reativado para atividades socioculturais

O governo demonstrou interesse em implantar projetos, dando usabilidade ao espaço por meio de atividades socioculturais voltadas a toda população

Foto: Divulgação.


Divulgação

Parque Folclórico da Vila Palmeira

Representando o governador do Maranhão, Flávio Dino, a secretária de Estado da Cultura, Ester Marques, realizou, na última sexta-feira (1), vistoria no Parque Folclórico da Vila Palmeira, onde verificou a atual situação física e administrativa do equipamento cultural. A ação coordenada pela Secretaria de Estado da Cultura (Secma), teve caráter de reintegração, seguindo diretriz do governo Flávio Dino, que desde o início da gestão demonstrou interesse em implantar projetos, dando usabilidade ao espaço por meio de atividades socioculturais voltadas a toda população.

Com mais de duas décadas de existência, o Parque Folclórico da Vila Palmeira vinha servindo como depósito de veículos e materiais de descarte das escolas de samba da capital, tendo sua administração conduzida de forma indireta e alheia ao controle da antiga gestão estadual, que transferiu a responsabilidade administrativa do local a terceiros. Durante a visita, a secretária de Estado da Cultura tomou conhecimento a respeito da rotina administrativa e das condições de infraestrutura do Parque, que apresenta problemas de degradação e falta de conservação patrimonial, e conversou com moradores do bairro da Vila Palmeira.
Na ocasião, a titular da Secma implantou o novo sistema de segurança e guarda que passa a atuar no local todos os dias da semana, 24 horas por dia, como forma de salvaguardar o patrimônio público e assegurar o funcionamento das atividades do Parque Folclórico. Com a reintegração do espaço, a proposta do governo do Estado é que o Parque passe abrigar, durante as festividades juninas deste ano, um dos três arraiais de referência que serão montados pelo Estado na temporada de São João. De acordo com a secretária Ester Marques, para além deste uso imediato, o governador Flávio Dino estuda a transformação do espaço do Parque em um ponto de apoio permanente aos grupos culturais de todo o Maranhão.
“Temos no Parque um equipamento cultural de grande potencial, e que pode ser utilizado para as mais diferentes finalidades. O que queremos dizer é que nossa ação não exclui a comunidade, pelo contrário, queremos é tornar o processo mais transparente e democrático. Entendemos que só poderemos transformar a vida dos maranhenses com ações como estas, baseadas na retomada do patrimônio coletivo, devolvendo-as à população, de forma irrestrita, e a quem pertencem por direito”, expôs a secretária de Estado da Cultura, Ester Marques.
A moradora da Vila Palmeira, que utiliza o Parque há 25 anos para fins de vendas de alimentos e bebidas, Jane Souza, apontou que a visita da secretária ao local levou mais tranquilidade ao seu trabalho. “Passamos muito tempo desassistidos, e agora fomos abordados com muito respeito. Tudo aqui no Parque, desde a ocupação dos espaços, era feito em um acerto direto, sem que o Estado tomasse frente, o que nos deixava muito inseguros”, relatou Jane Souza.
Como próximos passos desta ação de democratização do uso de espaços públicos, a Secretaria de Estado da Cultura enviará na próxima semana notificações aos responsáveis por equipamentos, veículos e demais materiais que se encontram armazenados no Parque, para que estes possam realizar a devida remoção dos materiais do local. De forma paralela, o governo iniciará a formatação de um projeto de revitalização e estruturação do Parque Folclórico.
VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias