NEGÓCIO

Lanchonetes e restaurantes móveis em São Luís são um bom negócio para autônomos

O “foodtruck” está se popularizando na capital maranhense

O brasileiro já não tem tempo, trabalha, estuda, faz esporte e muitas outras atividades, por isso muitos preferem fazer as refeições na rua. Para atender a grande demanda, autônomos estão investindo no foodtruck, carro ou caminhão de comida móvel que é muito popular nos Estados Unidos, e que chegou ao Brasil há pouco tempo.
Essa modalidade de lanchonete ou restaurante se popularizou rápido, por ser fácil de transportar produtos e prático para atender clientes. Neles são vendidos alimentos como: sorvetes, hambúrgueres, comidas chinesas e baianas, entre outros.
O "foodtruck" está se popularizando na capital maranhense

Em São Luís, o foodtruck chegou há pouco tempo e já se popularizou por ser mais econômico do que uma lanchonete fixa. O autônomo Valdeci West que já tem uma sorveteria convencional resolveu fazer um novo investimento e trabalhar com o food móvel pela facilidade de transportar o produto e atender o público. Ele busca se especializar, fazendo cursos culinários para aprimorar suas receitas, utilizando novos ingredientes nos alimentos produzidos, com embalagens únicas para atrair mais os consumidores, vendendo produtos diferenciados.

“Estou trabalhando nesse novo negócio a cerca de três meses, nesse período as vendas foram muitos boas. O meu diferencial é que além dos meus sorvetes serem da fruta, eu capricho nas embalagens que são únicas do meu produto”, pontua.
“É uma novidade na capital e foi bem aceita pela população. Eu comecei com esse trabalho no início do ano, chego à Avenida Litorânea às 17h e saio às 23h”, ressalta o vendedor de açaí Alessandro Fernandez.
O maranhense José Luiz é especialista em fazer o acarajé, comida tradicional da Bahia e que muita gente que passa pela praia adora. Funcionário do Acarajé Expresso, ele a afirma que apesar do trabalho da gosto de fazer a iguaria. “O acarajé vende bastante, principalmente porque não é comida maranhense e eles querem experimentar. O acarajé é bem trabalhoso para se fazer porém é muito prazeroso”.
O "foodtruck" está se popularizando na capital maranhense

Quem experimenta, aprova a nova modalidade que inova na comercialização da comida de rua.

“Eu não tenho tempo, estudo, trabalho e não tenho como ir almoçar em casa todos os dias, então acabo optando por uma comidinha mais rápida, é uma boa opção e dá para se alimentar bem de forma saudável, dependendo do local escolhido”, conclui a estudante Joyce Correia .
Para quem deseja abrir ou adquirir uma franquia é necessário fazer uma solicitação para a prefeitura e assim obter o Termo de Permissão de Uso (TPU). Além de pagar uma taxa anual e outra mensal de manutenção. É importante saber o tipo de veículo que será utilizado para o seu negócio e ficar atento à higiene e conservação dos alimentos.
VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias