CORONAVÍRUS

No Maranhão

3483
183461
175992
3978
ATLAS DA VIOLÊNCIA

Dados revelam que 68% do total de mulheres assassinadas no Brasil são negras

Os dados são do Atlas da Violência 2020

Reprodução

Apenas em 2018 4.519 mulheres foram assassinadas no Brasil. Esse número é do recém divulgado Atlas da Violência, divulgado nesta quinta-feira (27/8), produzido pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e pelo FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública). De acordo com o material o número representaria uma mulher assassinada há cada duas horas.

De acordo com os números divulgados, a violência ainda é mais presente entre as mulheres negras. “Embora o número de homicídios femininos tenha apresentado redução de 8,4% entre 2017 e 2018, se verificarmos o cenário da última década, veremos que a situação melhorou apenas para as mulheres não negras, acentuando-se ainda mais a desigualdade racial”, pondera o Atlas. De acordo com a publicação, as mulheres negras assassinadas no país representam 68% do total de mulheres assassinadas.

O material ainda informa que entre 2017 e 2018 houve uma queda de 12,3% nos homicídios mulheres não negras, para as mulheres negras essa redução foi de apenas 7,2%. “Analisando-se o período entre 2008 e 2018, essa diferença fica ainda mais evidente: enquanto a taxa de homicídios de mulheres não negras caiu 11,7%, a taxa entre as mulheres negras aumentou 12,4%”, informa.

O Atlas comenta também o feminicídio e apresenta dados sobre as mortes em casa e por arma de fogo. “A taxa de homicídios na residência segue outro padrão: enquanto a taxa ficou constante entre 2008 e 2013, aumentou 8,3% entre 2013 e 2018, havendo estabilidade entre 2017 e 2018”, compara o texto em relação à taxa de homicídios ocorridos fora da residência da vítima.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias