ENTRE PANELAS E RECEITAS

Conheça a história do Chef de cozinha Junior Lisboa

Chef de cozinha do Restaurante Senac revela os passos de sua trajetória contando o que é necessário para se tornar uma referência no segmento

Reprodução

Para celebrar a data O Imparcial conversou com Junior Lisboa, Chef de cozinha do Restaurante Senac que contou a sua trajetória entre receitas e panelas pelos diversos restaurantes por onde passou.  Mas sua história com a cozinha começou quando ele tinha 15 anos e sua mãe estava em seu segundo casamento, e percebendo a necessidade de trabalhar começou a estudar as possibilidades que poderia enveredar. “Eu tinha um amigo que fazia o curso de cozinha no Senac. Ele  me convidou para que eu fazer o curso. Na época eu não tinha habilidade nenhuma com a cozinha. Quando eu adentrei aqui no dia 3 de abril de 1995, eu me deparei com uma realidade totalmente desconhecida. Logo comecei a estudar e descobrir este mundo novo. Comecei a me apaixonar. E eu disse a mim mesmo: “É isso é o que eu quero”. A minha primeira receita foi um brioche de pão francês”, contou Júnior Lisboa.

O chef de cozinha revelou a O Imparcial que ao acabar o curso que na época tinha a duração de 10 meses, no dia seguinte estava empregado. “Fui até o antigo Shopping Colonial que ficava no Centro, na Rua Grande, e la tinha uma franquia que trabalhava com frango. E disse a eles que eu havia me formado e precisava de uma emprego. Nessa época não havia tanto cozinheiro como tem hoje, e um bom cozinheiro tinha o mesmo status de um bom  jogador de futebol. Eles pagavam mais alto para quem era o melhor e logo eu fui chamado para trabalhar no Fest Gula, na Cohama. Em seguida fui chamado para inaugurar o restaurante Panela de Minas, no Turu onde passei um ano. Como eu queria conhecer mais deste universo, pedi as minhas contas em 1999 e fui para Brasília onde passei um ano. Em 2000 eu retornei para São Luís, quando surgiu a oportunidade de fazer um seletivo  para professor de cozinha aqui no Senac.  Meu sonho era trabalhar como formador de pessoas na área dentro da área de gastronomia. Fiz a prova e passei. Passei dez anos como professor e fui selecionado para ser sub chef de cozinha e depois de quatro anos assumi a chefia de cozinha do Restaurante do Senac”, contou a sua história Junior Lisboa.

Estudar faz parte do segredo

Junior Lisboa também fez uma especialidade em Cozinha Internacional, em Campos do Jordão, em São Paulo. O chef de cozinha também se graduou em Teologia. Mas o amor pela cozinha falou mais alto e fez uma extensão universitária internacional onde participou de um seletivo em Gramado, no Rio Grande do Sul na escola CEI – Instituto Culinária Americano que dá a certificação de você ser um chef internacional no mundo todo, certificação a qual trouxe para o Senac e para Maranhão e hoje é professor da Faculdade Cest. “Eu amo essa profissão. Ser chef de cozinha é mais do que uma missão. É mais do que ter um cargo. É trabalhar com gestão de pessoas. É organizar tudo o que há dentro de uma cozinha. Tudo isso me motiva cada dia mais seguir dentro dessa profissão”, acrescentou o chef de cozinha.

Ao ser questionado qual era a receita de sua vida, Junior Lisboa, respondeu que era humildade e perseverança. E na cozinha a receita que marcou a sua trajetória é o Filé de pescada ao molho de cupuaçu que faz parte do cardápio da culinária regional maranhense criada por ele. “Eu sempre gosto de fazer esta receita. Inclusive ganhei um concurso com ela entre os chefs regionais”, revelou Junior Lisboa.  O chef de cozinha alertou para aqueles que querem seguir na profissão, é preciso, antes de tudo ter paciência, perseverança  e estudar muito. “Antigamente quem não queria estudar virava cozinheiro, mas hoje para virar cozinheiro tem que estudar muito”, disse o chef de cozinha.  

Festival gastronômico em Brasília

O chef de Cozinha Júnior Lisboa e a instrutora Thaynara Gaspar, ambos do Restaurante Escola Senac, do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), participam, a partir desta terça-feira (14), em Brasília (DF), do Festival Gastronômico do Nordeste e Espírito Santo. O evento será realizado até quarta-feira (15) no Restaurante-Escola Senac no 10º Andar do Anexo IV da Câmara dos Deputados. A objetivo do evento é propor ao público participante uma viagem gastronômica a essa região do país, pelo trabalho de chef’s do Senac dos nove estados nordestinos e do Espírito Santo, que elaborarão pratos, apresentando as tradições e os ingredientes que dão um toque especial no sabor da culinária nordestina e capixaba, além da proposição de uma releitura criativa às suas preparações.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias