FIM DE ANO

Natal dos Pets: dicas para a segurança dos bichinhos na festa

Chocottone, vinhos, bolos, luzes e enfeites. O que mais gostamos do Natal pode ser um perigo pros nossos queridos animais de estimação. Confira as dicas para uma ceia sem acidentes

Na chegada das festas de fim de ano, nós aproveitamos tudo na íntegra – as comidas, as bebidas, as decorações e as companhias. Para um animal de estimação, entretanto, esses mesmos apetrechos podem resultar em desastre. Fique atento para as dicas de segurança que selecionamos para a hora da festa!

Nada de doces

Quando chega o Natal, nos animamos ao comprar os mais diversos doces e chocolates, entre chocotones, bolos e a clássica uva-passa no arroz. Por outro lado, esses mesmos aperitivos podem ser extremamente tóxicos para nossos bichinhos de estimação.

O chocolate, por exemplo, pode resultar em salivação, tremedeira, vômitos, tosse e respiração acelerada, que podem perdurar por vários dias dependendo do porte do animal. Uma barra de chocolate de 120g pode ser fatal para um poodle ou pischer. Então, atente-se a onde esses itens são colocados e a crianças que podem, ocasionalmente, pegá-los.

Uvas-passas, ossos, bebidas alcóolicas, maionese e doces em geral são ingredientes que também podem gerar intoxicação. Portanto, atente-se a eles também.

Cuidado com as luzes e decorações

Foto: Reprodução

As luzes que costumamos colocar na árvore também podem gerar maus resultados. Se uma das pequenas lâmpadas forem mastigadas por um cachorro ou entrarem em contato com um animal molhado, a corrente elétrica pode causar queimaduras ou edemas pulmonares.

Para evitar qualquer tragédia, a melhor opção é investir em pisca-piscas com a bateria a base de pilhas ou energia solar para o jardim, em vez das diretamente conectadas na tomada. Estas, mesmo que mastigadas, não têm força o suficiente para gerar choque elétrico.

Além disso, dê preferência às bolinhas luminosas de plástico no lugar das de vidro. Enfeites pequenos ou quebráveis ao alcance dos bichos também podem engasgá-los, então mantenha-as em lugares altos ou presos, para que não haja risco.

Em caso de gatos, pregue a árvore na parede

Foto: Reprodução

Gatos são aventureiros natos. Quem tem, sabe que eles não aguentam ver nada balançando. Ou seja: neste fim de ano, a árvore de Natal será o principal alvo; não só por causa das bolas e decorações penduradas, mas também porque podem ser escaladas.

Para evitar uma eventual derrubada da árvore durante uma dessas escaladas, a melhor alternativa é amarrar a árvore na parede. É simples: amarre um barbante no tronco a um gancho na parede ou coluna. Se não for possível, tente fortalecer a sua base, colocando coisas pesadas em cima dela.

Alimente o seu bichinho antes da ceia

Foto: Reprodução

Para evitar roubos de comida ou a agitação dos bichinhos, a dica é: dê-lhes a comida antes de a festa começar. Desta forma, além de evitar que eles comam alimentos tóxicos, ficarão mais calmos.

Caso seja difícil resistir àquela cara de pidão, programe-se antes da ceia e compre aperitivos natalinos especialmente para pets, como biscoitos e panetones próprios.

Reduza sons muito altos

Animais de estimação têm a audição mais aguçada que seres humanos, então qualquer barulho ao qual eles não estejam habituados pode gerar consequências graves. O medo aos fogos de artifício, por exemplo, pode causar até desmaios ou crises convulsivas.

Para promover o bem-estar do bichinho, o melhor é evitar fogos e maneirar no volume de músicas que possam assustá-los. Assim, todos -tanto humanos quanto bichos- poderão ter um Natal fantástico!

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS