TERRAS

“Não é possível ao governador revogar a decisão judicial”, diz Dino sobre posse do Engenho

Em seu Twitter, o governador do Maranhão se pronunciou sobre a reintegração violenta que aconteceu na última quarta-feira (19), na região metropolitana de São Luís. Povo Tremembé que habitava a região há 70 anos perdeu as terras

O governador Flávio Dino (PCdoB) se pronunciou, na tarde deste sábado (22) no Twitter, sobre a situação da reintegração de posse de terras da comunidade do Engenho. “A polícia só executa a ordem judicial. E não é possível ao governador revogar a decisão judicial”, responde um usuário em seu microblog.

A reintegração aconteceu na última quarta-feira, 19, quando policiais militares e a tropa de choque chegaram à região metropolitana de São Luís e destruíram casas, plantações e o açude utilizados pelo povo Tremembé, que habitava a região há 70 anos.

Ainda na rede social, o usuário responde ao pronunciamento: “existe algum plano para assistir as famílias?”; o governador ainda não respondeu.

A ação aconteceu a mando de uma ação judicial por parte do Tribunal da Justiça do Maranhão, que antecipou a decisão de definir como dono da terra de 76 hectares o ex-deputado Alberto Franco, mesmo com o processo ainda em aberto.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS