FERIADO

Igreja Católica celebra a fé de todos os santos

No dia 1º de novembro a Igreja lembra os santos, conhecidos ou não, que fizeram de sua vida uma oração, martirizados como testemunho pela sua fé

Reprodução

Sabe aquela pessoa que viveu uma vida de santidade, homens e mulheres que, ao longo da história, foram agraciados por Deus? Eles também têm o dia deles. Na Igreja Católica, o dia de Todos os Santos é celebrado no dia 1º de novembro e o de Finados, no dia 2. Esta tradição de recordar (fazer memória) os santos está na origem da composição do calendário litúrgico, em que constavam, inicialmente, as datas de aniversário da morte dos cristãos martirizados como testemunho pela sua fé, realizando-se, nelas, orações, missas e vigílias, habitualmente no mesmo local ou nas imediações de onde foram mortos. Na Liturgia da Igreja Católica o Dia de Todos os Santos será celebrado nas paróquias domingo.

Segundo estudiosos, a festa de Halloween, popularizada no Brasil, como Dia das Bruxas, tem ligação com essas duas datas porque originalmente era chamada de “All hallow’s eve”, que significa “véspera de todos os santos”.

No antigo costume celta se supunha que os mortos vinham à Terra visitar seus familiares na noite de 31 de outubro. Por isso, segundo uma antiga lenda, as fantasias, as abóboras iluminadas, as caveiras,  eram para afastar os visitantes do além. Com a proximidade dos celtas com o cristianismo essas práticas pagãs foram, em boa parte, cristianizada pela Igreja católica, que instituiu a Festa de Todos os Santos, dia 1º de novembro e a comemoração de Finados, 2 de novembro como uma preparação. Espantar os maus espíritos para purificar o ambiente e  celebrar a festa de todos os santos de forma pura e livre dos espíritos maus.

A Igreja Ortodoxa celebra esta festividade no primeiro domingo depois do Pentecostes, fechando a época litúrgica da Páscoa, tal como a Igreja Católica Oriental. A Igreja Anglicana também celebra o dia de Todos os Santos com o mesmo significado que nas Igrejas Católica e Ortodoxa. Na Igreja Luterana, o dia é celebrado principalmente para lembrar que todas as pessoas batizadas são santas e também aquelas pessoas que faleceram no ano que passou, pelo que o significado da celebração também é quase idêntico ao de outras igrejas cristãs.

Segundo o arcebispo e presidente para a Comissão Especial para a Causa dos Santos da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Geraldo Lyrio dos Santos, “no dia de Todos os Santos, a Igreja recorda a santidade à qual todos são chamados. Numa só festa, celebramos os méritos de todos os Santos e Santas”.

Em todo  o Brasil são feitas celebrações religiosas especiais para a data no domingo seguinte à data. A celebração é reconhecida por várias denominações cristãs como católicos romanos, ortodoxos, anglicanos e luteranos.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS