Reprodução

Acontece amanhã, 18, mais uma etapa da campanha nacional de vacinação contra a pólio e sarampo em todo o país. Em São Luís, 63 postos de saúde vão ofertar as doses das 8h às 17h. A campanha, que segue até o dia 31 de agosto, objetiva imunizar crianças de um ano a menores de cinco anos.

A meta de vacinação estabelecida para a capital pelo Ministério da Saúde é vacinar 95% do público-alvo total, que é de 61.700 crianças. Até o início da semana, em todo o estado, apenas 18,06% do público alvo havia sido imunizado contra a pólio e 17,86% contra o sarampo.

As vacinas são contraindicadas em casos de gripe muito forte e febre alta; crianças com imunodeficiência congênita ou adquirida; neoplasia maligna; e que estão em tratamento com uso de corticoides em doses elevadas ou quimioterapia e radioterapia.

CONTROLE E PREVENÇÃO

Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. A doença é altamente contagiosa e pode ser transmitida pelo contato com secreções. Os primeiros sintomas são parecidos com os da gripe, mas evoluem ainda para o aparecimento de manchas vermelhas pelo corpo. Até o momento, no Brasil, foram confirmados 6 óbitos por sarampo, sendo 4 óbitos no estado de Roraima (3 em estrangeiros e 1 em brasileiro) e 2 óbitos no estado do Amazonas (brasileiros).

A poliomielite, ou paralisia infantil, causa paralisia repentina que pode afetar das pernas até o corpo inteiro, comprometendo a respiração. A contaminação é por contato fecal-oral, objetos, alimentos e água com fezes de portadores ou ao falar, tossir ou espirrar