Ricardo ficou quase todo tempo no stand do PRP conversando com eleitores. (Foto: Hugo Mota)

O ex-super-secretário Ricardo Murad, anunciou em dezembro sua pré-candidatura ao governo do estado. Na época, Murad tinha deixado o PMDB para viabilizar uma candidatura para o comando do Palácio dos Leões. Com a ida para o PRP, Ricardo levou consigo o núcleo familiar político. O genro Sousa Neto e a filha Andrea Murad ingressam também nos quadros do Partido Republicano Progressista (PRP).

Com Ricardo no governo, Andrea tentaria uma vaga no congresso como deputada federal e Sousa apostaria na reeleição do parlamento estadual maranhense. Mas, nos últimos dias, Ricardo desistiu de sua pré-candidatura para apoiar a cunhada Roseana Sarney (MDB).

“Desde que eu lancei minha pré-candidatura em dezembro, havia aquela indecisão da Roseana ser candidata ou não ser candidata. Quando ela firmou a candidatura e polarizou com Flávio Dino, não tinha sentido ter uma candidatura dentro do grupo contra ela.”, disse Ricardo para O Imparcial, durante a Convenção do MDB no último domingo, 29 de julho.

Nas entrelinhas, Ricardo disse que o eleitorado não entende uma candidatura laranja de forma positiva. “Ninguém entende que a gente ser candidato a favor dela. Sempre o candidato vai disputar. Eu, retiro minha candidatura, passo a integrar o grupo para a vitória.”, garante.

Com a nova configuração do PRP, Andrea Murad e Sousa Neto vão buscar a reeleição na Assembleia Legislativa do Maranhão. E Ricardo sai da condição de super secretário e se apresenta como “O Gigante da saúde” para sua base eleitoral.

“Para mim tá muito claro na mente. A escolha tem que ser feita entre Roseana e Flávio Dino. É o lado da experiência e o novo que não deu certo”, avaliou o ex-secretário. Durante a conversa, Ricardo não parece ser um candidato a federal mas sim como um candidato auxiliar de gestão da ex-governadora Roseana Sarney.

“É esse padrão [gestão do grupo Sarney], a experiência de Roseana e a minha capacidade de gestão, vai dar nas novas áreas.” E prometeu ainda avançar no “modelo de gestão Ricardo Murad” em outras áreas, não só na saúde. “Vamos criar a nova escola maranhense, criar a nova segurança do Maranhão. Com aquele padrão que conseguimos implantar nos UPAs e Hospitais do nosso tempo.”

Terceira via não existe

Em toda sua fala, a eleição 2018, só existem dois candidatos, segundo Ricardo. Perguntado pela reportagem, se não existe a possibilidade de surgir uma terceira via, Murad ponderou.

“Sempre pode, vamos respeitar a capacidade do Roberto e a capacidade da Maura Jorge. Mas a tendência que nós estamos observando, é uma polaridade entre Roseana e Flávio Dino com uma participação muito forte do Roberto e a da Maura.”, sentenciou.

E finalizou acreditando na vitória de Roseana ainda no primeiro turno. “Acredito que a Roseana ainda ultrapassa Flávio no primeiro turno.”, apostou.