CPI DA PETROBRAS

Pedido de acareação entre Cunha e delator da Lava Jato é protocolado

Requerimento foi feito pela deputada Eliziane Gama (PPS-MA), para acareação entre Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o delator Júlio Camargo, da empresa Toyo Setal

Eliziane Gama
Foi protocolado na manhã dessa segunda-feira, na CPI da Petrobras, requerimento, de autoria da deputada Eliziane Gama (PPS-MA), para que seja realizada acareação entre o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o delator Júlio Camargo, da empresa Toyo Setal.
No pedido, a parlamentar do PPS explica que é preciso esclarecer a divergência existente entre a versão dada pelo presidente da Câmara e a apresentada por Camargo, no âmbito da operação Lava Jato.
O peemedebista foi acusado pelo empresário de receber US$ 5 milhões de propina em um contrato de navios-sonda da Petrobras. Cunha nega a acusação e afirma que o delator é um “mentiroso”. Cunha também divulgou nota em que desafia Camargo a provar as acusações e disse ainda que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, obrigou Camargo a mentir.
“A confrontação de versões entre o empresário e o presidente da Câmara, na CPI, é necessária, já que Eduardo Cunha coloca em xeque a delação de quem o acusa. A comissão parlamentar precisa avançar neste sentido e, em consonância com as atividades do Judiciário, até porque não pode proteger este ou aquele personagem político”, justifica Eliziane Gama.
A parlamentar do PPS também é autora dos pedidos de convocação de todos os políticos que estão sendo investigados na Lava Jato e que constam da lista enviada pela Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal.
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias