Delegado Armando Pacheco. Crédito: Nilson Figueiredo

Ao todo, 14 pessoas foram presas no Maranhão durante Operação Cronos, deflagrada ontem, 24, em todo o país. A ação, que acontece de forma integrada entre o Ministério da Segurança Pública e o Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil, tem como objetivo combater o feminicídio e homicídio (tentados e consumados).

De acordo o Superintendente da Polícia Civil do Interior, Delegado Armando Pacheco, uma prisão aconteceu em São Luís, por tentativa de feminicídio. “As outras 13 prisões foram feitas nos demais municípios maranhenses, em cumprimento a mandados de prisão Preventiva, Prisão Temporária, Sentença Condenatória e Prisão em Flagrante Delito”, explicou o delegado.

Veja Também

As prisões aconteceram em Rosário, Chapadinha, Itapecuru, Viana, Presidente Dutra, Caxias, Timon, Pinheiro e Bacabal. Entre os presos estão Julimar Rodrigues da Conceição, acusado de assassinar sua companheira no município de Santa Quitéria.

Foram cumpridas 08 prisões por Mandados de Prisão Preventiva; 03 pelo Cumprimento de Mandado de Prisão Temporária; 01 pelo cumprimento de Sentença Condenatória e 02 acusados autuados em Flagrante Delito.

Segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado no começo deste mês, somente em 2017, 50 mulheres foram vítimas de feminicídio no Maranhão. Outras 8.955 estão nas estatísticas de violência doméstica, 1.199 foram estupradas e 242 sofreram tentativa de estupro.