Gastroenterite

Gastroenterite, a virose da mosca que invadiu a capital

Cerca de 50% dos pacientes que estão lotando os corredores dos hospitais da capital maranhense são devido à contaminação da ‘virose da mosca’

Por: ESAÚ ARAÚJO
Foto: Reprodução

Cerca de 50% dos pacientes que estão lotando os corredores dos hospitais da capital maranhense são devido à contaminação da ‘virose da mosca’, tecnicamente conhecida como gastroenterite. Ela é provocada pela ingestão de alimentos contaminados por fungos e bactérias. As principais vilãs desta virose são as moscas, que se proliferam consideravelmente neste período chuvoso e de temperatura elevada, deixando, assim, um cenário propício para a sua reprodução.

Segundo a médica Graziela Medeiros, da clínica geral da Hapvida Saúde, esses insetos são os que mais contaminam os alimentos, pois pousam sobre lixos e carregam impurezas para os alimentos consumidos. “Essa gastroenterite pode ser provocada por fungos ou bactérias, levados pelas moscas, mas também pode ser viral. De qualquer modo, a infecção causa problemas no trato gastrointestinal e, em geral, tem um ciclo autolimitado que dura de quatro a sete dias, mas a doença pode ser agravada se os cuidados básicos não forem tomados”, explica Graziela.

Segundo a médica, os sintomas da gastroenterite são muito parecidos com a da virose comum. “Em geral, a pessoa contaminada tem dor de cabeça, indisposição, febre baixa (se for infecção viral) e febre alta (se for bacteriana). Os sinais típicos da gastroenterite, que permitem o diagnóstico clínico da doença, são dores abdominais, dores no estômago, vômitos, náuseas, falta de apetite e diarreia (cerca de cinco evacuações por dia). As fezes ficam pastosas e líquidas”, pontua.

O modelo Flávio Gomes, 19 anos, passou o período carnavalesco refém da virose da mosca. “Ao fazer os exames clínicos o médico constatou que nada mais era que a ‘virose da mosca’. Foram quatro dias sentindo muito enjoo, com fortes vômitos, dores de cabeça, dores no estômago e falta de apetite”, conta.

Algumas pessoas buscam técnicas caseiras para inibir a proliferação do mosquito nas residências. O professor de Biologia do Instituto Federal do Maranhão Lula Henrique apresentou a O Imparcial algumas dicas simples para garantir a saúde e evitar os insetos como cobrir os alimentos, manter o ambiente de cozinha limpo e sem restos de comida. “algumas dicas caseiras podem ser usadas também como um recipiente com água e sabão em pó, com um pouco de açúcar que atraem as moscas e as eliminam autenticamente”, conta o professor.

Segundo a assessoria de um hospital particular da capital, 50% dos atendimentos em emergências de suas clínicas têm sido por conta desta virose.

CUIDADOS COM A MOSCA

  • Não deixar acumular o lixo mais de 4 dias dentro de casa;
  • Lavar o fundo do recipiente onde é colocado o lixo com água sanitária uma vez por semana;
  • Utilizar um prato ou outro utensílio para tapar a comida, evitando deixá-la exposta;
  • Evitar comer comida que esteve em contato direto com moscas;
  • Colocar redes contra moscas e mosquitos nas janelas;
  • Usar uma rede mosquiteiro para dormir, especialmente no caso dos bebês.
  • No entanto, caso as moscas consigam se desenvolver dentro de casa mesmo seguindo estas dicas, existem formas de eliminar, como usar inseticidas, armadilhas ou vaporizadores, por exemplo.

Exame mental de Lucas Porto é autorizado pela Justiça

O reú, acusado de matar a cunhada Mariana Costa, deverá ser submetido ao exame nos próximos dias pela equipe do Hospital Nina Rodrigues. Prazo é de 45 a 60 dias

Baldez fala sobre desafios da indústria

Em entrevista a O Imparcial, eleito presidente pela terceira vez presidente da Fiema, aponta soluções para crescimento do setor

IPTU pode ser pago com desconto até 5 de julho

Os contribuintes que optarem pelo pagamento da cota única tem direito a um desconto de 15% se realizaram a quitação antes do prazo estabelecido pela Prefeitura de São Luís

Pai da adolescente quer pistas de seu paradeiro

A adolescente Lorena Luiza desapareceu em maio passado e até agora a sua família vive a agonia de não saber do seu paradeiro

Pesquisa reforça uso de flores na produção de mel

Intenção da Embrapa é mapear a flor apícola nos estados do Piauí e Maranhão para incrementar a produção e ajudar na manutenção da mata nativa

Maranhense vence Brasileiro e obtem vaga no mundial

A competição aconteceu no Ginásio do Morumbi, em São Paulo. Com a conquista, o atleta garante vaga para o campeonato mundial, que acontecerá na Hungria

Prefeitura determina ponto facultativo dia 30

Além do feriado municipal na próxima quinta-feira (29), a Prefeitura de São Luís confirma que o Dia de São Marçal será ponto facultativo

Aprenda a fazer bolo de milho com requeijão

Turbine a receita tradicional de bolo de milho, com um ingrediente simples e que deixa o prato macio e suculento

Assalto no Aeroporto de SL termina com dois baleados

Dupla teria tentado roubar a agência do Correios dentro do saguão do aeroporto. Infraero informa que segurança é responsabilidade do estado

Homem mata esposa a golpes de facão

O crime aconteceu no bairro do Coroadinho; o casal estava em processo de separação

Maranhão é o 5º em óbitos por acidentes de motocicletas

Os dados da Polícia Rodoviária Federal, no entanto, apontam que apesar da posição no ranking, entre 2015 e 2016 houve redução de 5,04% no número de acidentes

Defensoria Pública abre ação contra a Cemar

Após o falecimento de uma idosa no bairro do Renascença, a Defensoria iniciou inspeções por toda região metropolitana de São Luís e identificou irregularidades na fiação elétrica e telefônica

'Forró da Moçada' resgata charme das festas caipiras

Organizada desde os anos 1990 pelo jornalista Nedilson Machado, a festa acontece nesta sexta-feira (23), no Classe Eventos, Av. dos Holandeses

Fusca: de popular à veículo de luxo

Conheça história do modelo da Volkswagen mais vendido no mundo e celebre com amantes do besourinho em São Luís

Governo investe R$ 75 milhões em alimentação escolar

Anunciados ontem (21), na Assembleia Legislativa de São Luís, os investimentos do governo do estado também incluem a capacitação de profissionais que trabalham com alimentação escolar

VEJA MAIS