Gastroenterite

Gastroenterite, a virose da mosca que invadiu a capital

Cerca de 50% dos pacientes que estão lotando os corredores dos hospitais da capital maranhense são devido à contaminação da ‘virose da mosca’

Por: ESAÚ ARAÚJO
Foto: Reprodução

Cerca de 50% dos pacientes que estão lotando os corredores dos hospitais da capital maranhense são devido à contaminação da ‘virose da mosca’, tecnicamente conhecida como gastroenterite. Ela é provocada pela ingestão de alimentos contaminados por fungos e bactérias. As principais vilãs desta virose são as moscas, que se proliferam consideravelmente neste período chuvoso e de temperatura elevada, deixando, assim, um cenário propício para a sua reprodução.

Segundo a médica Graziela Medeiros, da clínica geral da Hapvida Saúde, esses insetos são os que mais contaminam os alimentos, pois pousam sobre lixos e carregam impurezas para os alimentos consumidos. “Essa gastroenterite pode ser provocada por fungos ou bactérias, levados pelas moscas, mas também pode ser viral. De qualquer modo, a infecção causa problemas no trato gastrointestinal e, em geral, tem um ciclo autolimitado que dura de quatro a sete dias, mas a doença pode ser agravada se os cuidados básicos não forem tomados”, explica Graziela.

Segundo a médica, os sintomas da gastroenterite são muito parecidos com a da virose comum. “Em geral, a pessoa contaminada tem dor de cabeça, indisposição, febre baixa (se for infecção viral) e febre alta (se for bacteriana). Os sinais típicos da gastroenterite, que permitem o diagnóstico clínico da doença, são dores abdominais, dores no estômago, vômitos, náuseas, falta de apetite e diarreia (cerca de cinco evacuações por dia). As fezes ficam pastosas e líquidas”, pontua.

O modelo Flávio Gomes, 19 anos, passou o período carnavalesco refém da virose da mosca. “Ao fazer os exames clínicos o médico constatou que nada mais era que a ‘virose da mosca’. Foram quatro dias sentindo muito enjoo, com fortes vômitos, dores de cabeça, dores no estômago e falta de apetite”, conta.

Algumas pessoas buscam técnicas caseiras para inibir a proliferação do mosquito nas residências. O professor de Biologia do Instituto Federal do Maranhão Lula Henrique apresentou a O Imparcial algumas dicas simples para garantir a saúde e evitar os insetos como cobrir os alimentos, manter o ambiente de cozinha limpo e sem restos de comida. “algumas dicas caseiras podem ser usadas também como um recipiente com água e sabão em pó, com um pouco de açúcar que atraem as moscas e as eliminam autenticamente”, conta o professor.

Segundo a assessoria de um hospital particular da capital, 50% dos atendimentos em emergências de suas clínicas têm sido por conta desta virose.

CUIDADOS COM A MOSCA

  • Não deixar acumular o lixo mais de 4 dias dentro de casa;
  • Lavar o fundo do recipiente onde é colocado o lixo com água sanitária uma vez por semana;
  • Utilizar um prato ou outro utensílio para tapar a comida, evitando deixá-la exposta;
  • Evitar comer comida que esteve em contato direto com moscas;
  • Colocar redes contra moscas e mosquitos nas janelas;
  • Usar uma rede mosquiteiro para dormir, especialmente no caso dos bebês.
  • No entanto, caso as moscas consigam se desenvolver dentro de casa mesmo seguindo estas dicas, existem formas de eliminar, como usar inseticidas, armadilhas ou vaporizadores, por exemplo.

Lançada campanha contra o abate clandestino de animais

O abate clandestino de animais representa riscos ao consumidor, pela ingestão de alimentos de qualidade sanitária suspeita, além de contaminar o meio ambiente

Fiscalização do trânsito de São Luís é reforçada

Prefeitura adquiriu 30 novos carros e 20 motos, que vão ampliar o serviço de fiscalização da capital

Suzuki ansioso por início da temporada 2017

Representante do Maranhão na categoria espera um bom resultado na corrida de estreia no ano em Goiânia

Obituário: Serralheiro

Em torno da consolidação da cena reggae em São Luís há muito de lenda, hipérbole e imodéstia.

Polícia impede sequestro relâmpago do João de Deus

Quatro suspeitos foram presos em flagrante após abordagem policial em carro suspeito no bairro do João de Deus

Cinco receitas em que o bacalhau é o principal ingrediente

Na salada, no arroz, no risoto. Seja como for o bacalhau está na lista dos ingredientes mais consumidos deste período, e pode render ótimas receitas

PM preso com grande arsenal em São Luís

O policial militar, não identificado por medidas de segurança, estava com armas de fogo, munições e motocicletas em sua residência

Mutirão faz plantio de mangue em Araioses

Grupo de 50 pessoas realizou o plantio de 1,5 mil mudas de mangue manso, siriba e vermelho às margens do Igarapé do Galego

Sepultura apresenta novo álbum em São Luís

Um dos grupos de maior sucesso nacional e internacional presenteará os fãs maranhenses com dois dias de interação, primeiro no shopping, nesta quinta-feira (30) e depois, na Casa das Dunas, na sexta

Conheça o Observatório Astronômico da UEMA

A ideia do laboratório é ajudar a popularizar a ciência e estimular a entrada de novos estudantes em eventos científico – principalmente na Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA)

Maranhão é incluído no Fundo do Norte

Comissão do Senado aprovou a entrada do estado, assim como do Mato Grosso, para receber políticas adequadas para a Amazônia Legal

Abertas inscrições para cursos gratuitos de maio

As inscrições devem ser feitas de 10 a 20 de abril, de 7h30 às 11h:30h e das 13h30 às 17h30, na Sala de Técnicos do Sesc Deodoro

Abertas inscrições para processo seletivo em Pio XII

As inscrições deverão ser realizadas nos dias 29 e 30 de março de 2017; a carga horária varia entre 20 a 40 horas semanais, com salário de R$ 937,00

Mega-Sena sorteia R$ 20 milhões hoje

A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) de hoje

Cine Guarnicê volta nesta quinta-feira

Com entrada franca, o Festival Guarnicê disponibilizará ao público sessões de filmes, cursos, exposições e oficinas

VEJA MAIS