Política

Câmara aprova urgência e reforma trabalhista pode ser votada até maio

Os contrários à urgência do projeto somaram 144 votos.

Por: Da Agência Brasil
Foto: Reprodução

Após ser derrotado ontem (18), a base governista venceu hoje (19) a oposição e conseguiu 287 votos favoráveis à aprovação do regime de urgência para a votação do Projeto de Lei 6.787/16, que trata da reforma trabalhista. Os contrários à urgência do projeto somaram 144 votos. Com a aprovação do regime de urgência, não será possível pedir vista ou apresentar emendas à matéria na comissão especial que analisa o substitutivo do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN).

O relatório apresentado na comissão mantém a prevalência dos acordos coletivos em relação à lei, conforme previsto no texto original, e acrescenta outras modificações, como regras para o teletrabalho e o trabalho intermitente. O texto poderá ser votado diretamente no plenário já na próxima semana ou no início de maio.

A sessão destinada à votação foi marcada por forte embate entre oposição e governo. Deputados da oposição criticaram a inclusão do requerimento de urgência na ordem do dia, classificando-a de manobra regimental, pois a matéria já havia sido rejeitada na noite de terça-feira.

A confusão teve início após o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ter encerrado a sessão que votava os destaques ao projeto de recuperação fiscal dos estados superendividados, cujo texto base havia sido aprovado na noite anterior, e chamado nova sessão exclusivamente para votar o requerimento.

O líder da minoria, José Guimarães (PT-CE), acusou o governo de querer votar a matéria a “toque de caixa”. “Não se mexe tanto com a vida dos trabalhadores e se faz as coisas desse jeito. Não é aconselhável votar isso hoje, porque esse clima de tensão que se está estabelecendo aqui dentro impede que o Parlamento consiga dialogar”, disse.

O líder do governo, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), justificou a nova tentativa de votação do requerimento com o argumento da necessidade de deliberar logo a matéria. “Quem quiser que ganhe o debate no argumento. Nós hoje estamos cumprindo de forma democrática aquilo que prevê o regimento dessa casa, respeitando a todos e votando uma matéria que é importante sim para o país”, disse.

Maia continuou com o processo de votação do requerimento que abre a possibilidade de que o projeto seja votado na próxima semana. Houve bate boca e deputados da oposição chegaram a subir na mesa diretora para protestar.

“O que está acontecendo aqui é muito sério. Essa matéria já foi votada no dia de ontem e não foi aprovada. O regimento é claro, essa matéria não poderia voltar a estar na pauta no dia de hoje. Não podemos voltar ao tempo do Eduardo Cunha”, disse o líder do PSOL, Glauber Braga (RJ), referindo-se ao ex-presidente da Casa, que ficou marcado por repetir votações de cujo resultado discordava.

Proposta de acordo

A oposição defendia a retirada do requerimento da pauta e propunha um acordo para se votar o projeto que altera vários artigos da legislação trabalhista no dia 8 de maio, após debate e votação na comissão especial que analisa a matéria.

Maia disse que não iria interromper a votação e que, após reunião, a oposição não quis fechar um acordo para que o projeto fosse votado em uma data intermediária, até o dia 3 de maio. “O PT não quis votar essa matéria no dia 3 de maio, então não teve acordo por esse motivo. Se a base tiver voto, a base ganha. Se não tiver, perde”, disse Maia.

O líder do PT, Carlos Zaratini (SP), confirmou o encontro, mas questionou a data com o argumento de que era necessário discutir melhor a matéria na comissão. “Era uma solução de acordo adiarmos essa votação para a semana do dia 8 de maio, já que na semana que vem poderia ser discutido na comissão especial, afunilando o debate para fazermos a votação no dia 8. Essa foi a nossa proposta”, rebateu.

Recuperação fiscal dos estados

Antes da votação do requerimento, após mais de cinco horas de debates, os deputados haviam deliberado dois dos 16 destaques ao projeto de recuperação fiscal dos estados superendividados. Foram rejeitados dois destaques, um do PCdoB e outro do PSOL, que pretendiam retirar as contrapartidas dos estados para aderir ao plano de recuperação.

Com a decisão de votar o requerimento, Maia adiou para a próxima semana a conclusão da votação dos destaques ao projeto.

 

Sampaio vence fora de casa e encosta na liderança

Com gol de Reginaldo Júnior, o Sampaio Corrêa venceu o ASA de Arapiraca por 1 a 0

Novo 'Blog do Ned', do jornalista Nedilson Machado

O jornalista Nedilson Machado ao longo de seus 35 anos de carreira já trabalhou nas redações de diversos jornais do Maranhão. De casa nova, ele é o novo colunista de O Imparcial. O prestigiado ‘Blog do Ned’ passou por reformulação e está ancorado, também, no portal de O Imparcial. Em ‘Blog do Ned’ o internauta tem […]

MPMA e TCE passam a integrar à Ecoliga

O Termo de Cooperação Técnica da Ecoliga reúne um conjunto de instituições públicas maranhenses com o objetivo de aprimorar a gestão socioambiental e o desenvolvimento sustentável

Seletivo da Seap-MA pode pagar até R$ 3 mil

Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Maranhão (Seap-MA) está com os editais de processos seletivos simplificados

São Luís entre as favoritas dos turistas brasileiros

O ranking foi elaborado e divulgado pelo site Expedia Brasil, empresa especializada em turismo

Guerra nas Estrelas completa 40 anos

Cinéfilos poderão assistir versão original após as quatro décadas de lançamento do filme que mudou a história do cinema

Famílias relatam a beleza da adoção

Na semana da adoção, O Imparcial entrevistou famílias que tiveram suas vidas modificadas para melhor depois da adoção. Para elas, adotar se traduz numa única, pequena e exclusiva palavra: amor

“Não vou bater em retirada”

Em entrevista a O Imparcial, o secretário de Educação, Moacir Feitosa, faz uma balanço de sua gestão, adiantando que sua meta é chegar abaixo de 4% no índice de analfabetismo

Maranhão adota chips em cargas

A ferramenta vai dinamizar tempo de entrega e reduzir custos de transportes de cargas, diminuindo o tempo de espera pela checagem

“O maior evento da história com vereadores”

Mais de 1,2 mil legisladores municipais já se inscreveram no Encontro com Vereadores e Vereadoras, que ocorrerá na próxima terça-feira (30)

Museu do Reggae recria clima de radiolas

Local está previsto para ser inaugurado em agosto de 2017 e conta com uma área de 397m² para mostrar peculiaridades do gênero musical

1.100 vagas para a Escola de Sargentos das Armas

A seleção é para o preenchimento de vagas para a Escola de Sargentos das Armas nos cursos de formação de sargentos músicos, de saúde e da área geral/aviação

A invasão dos mosquitos na área nobre de São Luís

Moradores dos bairros Ponta d’Areia, Lagoa da Jansen e Renascença têm que conviver com os intrusos nada agradáveis. A população de mosquitos aumenta proporcionalmente com a poluição

A moda feminina desabrocha como as flores

A La Vertu, marca com grande destaque no Piauí e que vai conquistando o Maranhão, apresenta em suas peças a pureza e a delicadeza da natureza

Como manter sua mesa de trabalho arrumada

Dicas para deixar a mesa do trabalho organizada e, com isso, aumentar a produtividade

VEJA MAIS